Belfort elogia Poatan, mas cita ‘pontos fracos’ do brasileiro em luta contra Jones: ‘Foi nocauteado’

Vitor Belfort acredita que Poatan pode nocautear Jon Jones, mas vê o a americano como um adversário "mais versátil"; veja

Belfort elogia Poatan, mas cita ‘pontos fracos’ do brasileiro em luta contra Jones: ‘Foi nocauteado’

Para Vitor Belfort, Alex Poatan tem condições de derrotar Jon Jones, mas alertou para a movimentação do compatriota (Foto: Reprodução)

De tempos em tempos nas artes marciais, surgem confrontos entre lutadores notáveis que são chamados de “Luta do Século”, devido à grandeza dos oponentes e a importância do combate. No Ultimate, não foi diferente. Em 2011, no UFC 126, Anderson Silva e Vitor Belfort protagonizaram o evento que carregou esse “título e que terminou com vitória do “Spider” com o lendário chute frontal no “Fenômeno”.

Derrotado na ocasião, Belfort participou de uma entrevista ao canal do “Portal do Vale Tudo” no YouTube, onde falou sobre a próxima candidata a “Luta do Século”, ou seja, o eventual confronto entre Jon Jones e Alex Poatan, que vem sendo ventilado nos últimos dias no mundo do MMA. Para Vitor, os dois lutadores reúnem condições de vencer em um eventual combate.

Caso a luta se desenrole em pé, Vitor Belfort acredita que o compatriota tem condições de nocautear o americano. No entanto, o ex-lutador do Ultimate destacou que o estilo mais “plantado” de Poatan pode ser prejudicial, e segundo o carioca, esse foi o motivo dele ter sido nocauteado por Israel Adesanya em 2023.

“A luta é como se fosse uma música, cada lutador um tem um ritmo. O ritmo do Jon Jones é um, do Poatan é outro. O Alex tem uma coisa que poucos lutadores têm: a experiência do striker, a experiência dele de entendimento de distância. Muitas pessoas não conhecem, mas ele tem treinado muito com o Glover Jiu-Jitsu, Wrestling, e é um excelente lutador.

O Poatan é um lutador mais ‘plantado’. Já o Jon, ele tem uma distância que não vai sobrepor muito, mas ele tem um Wrestling muito elevado. É uma luta que o Jon Jones corre muito perigo, se ele for querer mostrar para o pessoal que ele pode trocar”, declarou Vitor Belfort, que seguiu:

“A chance do Alex ganhar é muito grande e a chance do Jones também é muito grande. Porém, o Poatan está num momento muito bom da carreira. Ele é muito determinado, disciplinado, ele é um cara que tem uma equipe muito enxuta. Ele sabe o que está fazendo. Eu vejo que o ponto fraco dele é porque ele é plantado e não é muito ágil com os pés.

Quando ele perdeu para o Adesanya, ele foi nocauteado porque a mão dele estava baixa. O Jon Jones tem um chão muito elevado, uma guilhotina muito boa. Ele é um cara versátil. Se ele entrar pra abafar o Poatan, ele vai levar vantagem. É uma luta interessante e comercialmente faz sentido”, finalizou Belfort.

Vale ressaltar que Vitor Belfort já enfrentou Jon Jones no UFC 152, em 2012. O combate foi válido pela disputa do cinturão dos meio-pesados, onde o brasileiro esteve muito perto de vencer o duelo após ter encaixado um armlock em “Bones”, mas acabou perdendo a posição e, posteriormente, foi finalizado pelo americano no quarto round.

Para mais notícias sobre Alex Poatan, Vitor Belfort e Jon Jones, clique aqui