Brasileira perde em disputa de título no LFA; ex-UFC é superada no Invicta FC 32

Publicidade

Realizado na última sexta-feira (16), na Califórnia (EUA), o LFA 54 marcou a primeira luta internacional de Carol Yariwaki. A brasileira, no entanto, acabou sendo derrotada por decisão unânime em disputa de cinturão na luta principal do evento, contra Sabina Mazo, que manteve o título peso-mosca da organização em sua posse.

Bem confiante em suas ações, Mazo foi dominante durante os cinco rounds de luta. Combinando bons chutes e socos, a colombiana aumentou seu ritmo a partir do segundo round, onde tentou pressionar bastante a brasileira, que não recuava, porém, não tinha efetividade em suas ações. Em um determinado momento, Carol tentou levar a luta para o chão, todavia, Sabina frustrou a tentativa da paraense e manteve a luta em pé, onde foi claramente superior até o final do combate. Desta forma, a jovem colombiana, de 21 anos, manteve sua invencibilidade no MMA, agora com seis vitórias.

O evento, que contou com seis confrontos ao todo, ainda contou com a vitória de Moses Murrietta sobre Sidiah Parker por nocaute técnico no segundo round, na luta co-principal do evento.

Sucuri e Delboni são derrotadas em estreias pelo Invicta FC

Também realizado na última sexta, em Oklahoma, nos Estados Unidos, o Invicta FC 32 teve as estreias de Viviane Sucuri e Jéssica Delboni. Ex-UFC, Sucuri foi dominada por Mizuki Inoue e, após três rounds de luta, os árbitros decretaram a vitória da japonesa por decisão unânime. Também por unanimidade dos juízes, Delboni foi superada pela americana Ashley Cummins.

vivianesucuriluta
Ex-UFC, Viviane Sucuri foi derrotada em estreia no Invicta FC (Foto: Dave Mandel/Invicta FC)

O card também foi protagonizado pela vitória de Felicia Spencer por finalização no quarto round sobre Pam Sorenson. Com o triunfo após encaixar uma guilhotina, Spencer se tornou a nova campeã peso-pena da organização e igualou o recorde de vitórias consecutivas de uma peso-pena na história da franquia (6), marca que, até então, pertencia somente a Cris Cyborg, atualmente lutadora do UFC.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade