Brasileiro nocauteia russo e ‘salva a pátria’ na terceira temporada do Karate Combat; assista

Publicidade

Os brasileiros não tiveram vida fácil na terceira temporada do Karate Combat. Dos sete participantes que entraram em ação, apenas um saiu vitorioso. O peso-leve (até 68kg) Luiz Rocha nocauteou o russo Nikita Yanchuk com potente chute médio logo no primeiro assalto. A luta aconteceu no oitavo episódio, que estreou na última quinta-feira (19) e encerrou a participação dos caratecas nacionais nesta temporada.

Apesar da vitória pela via rápida, os bastidores do combate do atleta da Pitbull Brothers, de Natal (RN), foram repletos de incertezas. “No aquecimento para a luta, senti um estalo na perna esquerda. A dor começou na hora. Disse ao meu técnico que não conseguiria chutar (com a esquerda). Ele retrucou: ‘sim, você pode. Mas só use essa perna uma vez’. A luta foi contra um dos caras mais difíceis da divisão, pedreira pura. Mas na primeira oportunidade, encaixei um chute forte com a esquerda e venci por nocaute. Foi o destino”, disse Rocha. “Depois falaram que eu era o novo ‘Karatê Kid’. Venci o duelo com uma perna só (risos)”, completou.

 

Rocha foi o primeiro brasileiro a assinar com a organização, há três anos. Mas apesar de ter quatro triunfos seguidos, o lutador prefere adotar cautela sobre uma possível nova disputa pelo título da categoria contra Edgars Skrivers, atual campeão, que o venceu em 2019 justamente em um desafio valendo o cinturão.

“Prefiro fazer uma luta antes dele (Skrivers) ainda para ser mais convincente. Tenho treinado muitos golpes diferenciados e plásticos. Quero faturar a vitória mais espetacular da história do Karate Combat. Contra os demais lutadores da categoria, posso apostar em uma atuação mais vistosa. Contra o Skrivers, não. Se eu o enfrentar novamente, farei um jogo mais conservador e estratégico para garantir o resultado positivo”.

A terceira temporada do Karate Combat ainda terá mais quatro episódios, que estreiam sempre às quintas-feiras, a partir das 17h (de Brasília). A transmissão é grátis, no canal do YouTube da organização (veja aqui).

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade