Brasileiro que ‘ajudou’ Aldo aplica nocaute brutal no Contender, mas não é contratado

Publicidade

O UFC Apex, em Las Vegas (EUA), foi palco na última terça-feira (2) do último episódio da temporada 2021 do “Contender Series” – programa que revela novos talentos para o UFC –, e dessa vez, mais dois lutadores foram contratados pela organização. Presentes no card, os brasileiros Jonas Bilharinho e Erisson Silva até venceram seus respectivos adversários, mas na visão de Dana White, presidente do Ultimate, não tiveram o desempenho necessário para conseguirem o sonhado contrato.

No décimo e último episódio da temporada, Dana optou pela contratação apenas de Yohan Lainesse, que conseguiu um belo nocaute sobre Justin Burlinson ainda no primeiro round, e também do chinês Maheshate, que superou Achilles Estremadura na decisão unânime dos jurados após três rounds de combate.

Sendo assim, a atual temporada do Dana White’s Contender Series chega ao fim com um total de 39 lutadores contratados pelo UFC, sendo seis deles brasileiros: Karine Silva (peso-mosca); Caio Borralho (peso-meio-pesado); Kleydson Rodrigues (peso-mosca); Jailton Malhadinho (peso-meio-pesado); Joanderson Tubarão (peso-pena); e Saimon Oliveira (peso-galo).

Conhecido de uma parte do público que acompanha o MMA por ter simulado as características de Conor McGregor nos treinos de José Aldo para enfrentar o irlandês, Jonas Bilharinho não lutava desde outubro de 2019 e seu retorno ocorreu de forma triunfal. O brasileiro entrou em ação diante de Canaan Kawaihae e conseguiu o nocaute no terceiro e último round do duelo, depois de aplicar um belo chute rodado, que pegou em cheio no raio de ação do havaiano, que não teve mais condições de seguir na luta. Apesar de não conseguir contrato com o Ultimate, Jonas, certamente, entrou no radar da organização. Aos 31 anos, o atleta da Team Nogueira agora contabiliza nove vitórias, uma derrota e um empate em seu cartel no MMA profissional.

Quem também não conseguiu contrato com o UFC, mas saiu vitorioso na última terça-feira foi Erisson Silva. Atleta da categoria peso-mosca, o brasileiro de João Pessoa, na Paraíba, fez um duelo disputado e intenso contra Lun Qiu, mas conseguiu sair vitorioso na decisão unânime dos jurados (triplo 29 a 28). Com o resultado, Erisson aumentou seu cartel na modalidade para 11 triunfos e apenas um revés.

RESULTADOS COMPLETOS:

Dana White’s Contender Series – Episódio 10
UFC APEX, em Las Vegas (EUA)
Terça-feira, 02 de novembro de 2021

Maheshate derrotou Achilles Estremadura por decisão unânime dos jurados
Yohan Lainesse derrotou Justin Burlinson por nocaute no 1R
Erisson Silva derrotou Lun Qiu por decisão unânime dos jurados
Jonas Bilharinho derrotou Canaan Kawaihae por nocaute no 3R
Juan Puerta derrotou Zhifa Shang por decisão dividida dos jurados

Publicidade

Notícias relacionadas

1 COMENTÁRIO

  1. Caracas o cara deu um nocaute inedito no Contender Series e o Dana, por ser brasileiro, não o contratou, bem, da cabeça careca do Dana e bumbum de criança, a gente espera tudo né?

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade