Cappelozza, Cara de Sapato e Raush brilham nas finais da PFL, conquistam título e prêmio de R$ 5,5 milhões

Publicidade

A final da terceira temporada da Professional Fighters League, a PFL MMA, foi histórica para o Brasil. Os três atletas do país que estavam envolvidos nas disputas, Bruno Cappelozza (peso-pesado), Antônio Cara de Sapato (meio-pesado) e Raush Manfio (peso-leve), foram campeões em suas respectivas categorias. Além do título, cada um também faturou US$ 1 milhão, cerca de R$ 5,5 milhões. O desfecho dos playoffs aconteceu na noite de quarta-feira (27), na Florida (EUA).

Nas outras três finais da noite, Kayla Harrison confirmou o favoritismo no peso-leve feminino e chegou ao bicampeonato ao finalizar Taylor Guardado. Quem também conquistou o segundo título foi Ray Cooper III nos meio-médios, ao nocautear Magomed Magomedkerimov – campeão em 2018. Já nos penas, Movlid Khaybulaev levou o título após bater Chris Wade por decisão.

Cappelozza supera guerra contra Delija

A decisão dos pesados foi disputada em cinco rounds emocionantes. Os lutadores deram o máximo de si dentro do cage. Bruno Cappelozza começou o confronto com mais autoridade, chegou a trabalhar o ground and pound em Ante Delija. No entanto, o croata soube sair da posição e manter o combate em pé. Na sequência da luta, os lutadores foram alternando o controle. Já no segundo round, o europeu derrubou o brasileiro e o castigou no chão.

Cappelozza mantinha a distância e capitalizava os bons momentos com precisos golpes. Delija, por sua vez, sempre que via uma brecha, tentava derrubar – mas tinha as ações frustradas pelo brasileiro. Em alguns momentos, o paulista esteve próximo de finalizar, mas perdeu as posições. No fim, por decisão unânime, Bruno ficou com o título dos pesados. Logo após o término da decisão, o lutador descobriu que o pai morreu no último domingo, mas a família não quis contar antes da luta. Segundo informações do Canal Combate, ele teve um rompimento da veia aorta.

Cara de Sapato finaliza e conquista título

Multicampeão no Jiu-Jitsu, Antônio Cara de Sapato mostrou toda a sua técnica na arte suave para conquistar o título da PFL. Ainda no primeiro round, após uma breve pressão de Marthin Hamlet, o brasileiro encurtou e pegou as costas do dinarmaquês. Dentro do seu jogo, o paraibano foi progredindo a posição e finalizou com um mata-leão para garantir a premiação.

“Eu me sinto incrível! Eu podia sentir a energia da torcida, meus amigos e meu time estão todos aqui. Segurar este cinturão agora é incrível. Sabia que tinha que misturar todos os aspectos, usar as quedas no momento certo, o jiu-jítsu no momento certo e a trocação no momento certo, e fiz isso muito bem. Esta é a minha melhor posição, adoro estar no controle pelas costas. Vi que ele abriu espaço no pescoço e lacei. Olha isso, é incrível”, comentou o brasileiro, ainda no cage.

Raush Manfio completa temporada perfeita

Inicialmente, Raush Manfio era o reserva da categoria peso-leve e foi chamado de última hora para substituir Olivier Aubin-Mercier. O brasileiro venceu as três lutas até à final e chegou com autoridade para disputar o título. Na noite de quarta-feira, fez uma luta estratégica contra Loik Radzhabov, onde teve o domínio do primeiro round com a força da sua trocação. No round seguinte, viu o adversário crescer, mas sempre mantendo uma postura de agressividade.

O tajique foi cansando ao longo dos rounds, mas mostrava garra e determinação para seguir incomodando o brasileiro, principalmente com quedas. Após intercalarem nos três primeiros assaltos, os dois últimos rounds teve Raush assumindo o papel de protagonista e dominando com mais autoridade – até por apresentar um condicionamento físico melhor. O gaúcho usou joelhadas, chinches e cruzados para conquistar bons pontos e a vitória por decisão unânime.

CONFIRA OS RESULTADOS:

PFL 2021 #10 – Finals
Florida, Estados Unidos
Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Card principal
Kayla Harrison finalizou Taylor Guardado com uma chave de braço no R3
Ray Cooper III derrotou Magomed Magomedkerimov por nocaute no R3
Abigail Montes derrotou Claressa Shields por decisão dividida dos jurados
Bruno Cappelozza derrotou Ante Delija por decisão unânime dos jurados
Movlid Khaybulaev derrotou Chris Wade por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Antônio Cara de Sapato finalizou Marthin Hamlet com um mata-leão no R1
Raush Manfio derrotou Loik Radzhabov por decisão unânime dos jurados
Jordan Young derrotou Omari Akhmedov por nocaute técnico no R3
Julia Budd derrotou Kaitlin Young por decisão unânime dos jurados
Don Madge finalizou Nathan Williams com um mata-leão no R2

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img