Coluna da Arte Suave: a importância do atleta ter a confiança em dia em busca da vitória; leia e opine

Publicidade

* A vontade de vencer tem de estar sempre viva em nossa mente. Acreditar nas nossas técnicas e estratégias de lutas para vencer nossos adversários é fundamental. A vontade de vencer. Sem essa vontade, nada acontecerá. Até um simples treino de academia com um parceiro desmotivado não é bom. 

Treinando com um aluno, ele encaixou um estrangulamento me incomodando, quando, do nada, ele soltou e continuamos a luta. Ao fim do treino, perguntei a ele porque ele soltou a lapela. Ele prontamente falou: “Eu sabia que não ia pegar mesmo”. Fiquei olhando para ele e me lembrando de outros treinos, e reparei que ele encaixa as posições e rapidamente solta ou desfaz da posição, buscando outra, e então entendi que ele próprio não acredita no que faz, não percebe que ele mesmo se sabota mentalmente. 

Comecei a reparar com mais atenção em seus treinos e indiferente do seu oponente, da faixa que seja, ele não persiste na posição. Não insiste, não acredita. E creio que esse pensamento seja seu maior inimigo, sua própria descrença em sua técnica e força. Comecei, então, a falar muito com ele, e ele sempre na mesma fala: “ah não ia pegar mesmo”. 

Quando você mesmo não visualiza a possibilidade de lutar e ganhar, nada acontecerá em sua evolução como lutador, e pelo contrário, certamente o fará parar por conta da sua falta de autoconfiança. Não existe outro ponto de partida para a própria evolução do lutador se não acreditar que pode, que é capaz de atingir seus objetivos próximos para depois ir para outras metas. 

Expliquei muito isso para ele, insisti que pensasse nisso. Acredite em sua força e no seu potencial, persevere em suas metas e focos. Existe um famoso lutador de Jiu Jitsu, hoje no MMA, que numa entrevista disse que perdeu na primeira luta dos dez primeiros campeonatos que entrou. Mas o mérito dele é que sempre acreditou nele próprio. Perder pode acontecer, mas desistir nunca pode ser uma opção. Acredito que em tudo na vida a derrota é quando você desiste de lutar pelos seus objetivos. 

Por vezes, o que separa um vitorioso de quem perde não é a técnica, porque eles podem ter o mesmo nível, mas sim a vontade de ganhar, a fome de vitória. Tenho amigos que me passam o carro, mas sempre luto com eles com o pensamento de que hoje a vitória será minha. Perdi? Respiro fundo, reavaliar o que errei, treino e foco no próximo treino. 

Ser campeão é a soma de muitas horas de treino, preparação física e disciplina. Mas um dos principais fatores é você acreditar em si mesmo, buscar sempre estar motivado com a vontade de se superar, derrotar seus medos. Não importa se é um treino com um parceiro, uma vitória num campeonato ou uma evolução pessoal, mas acredite em você. Não vá para a sua academia para treinar por treinar. Vá para se superar, vencer quem te finaliza. A vitória está reservada para quem está disposto a pagar o preço. 

Certamente, a medalha ou a faixa desejada estão te esperando. Treine com vontade, pegue o quimono e mude sua maneira de pensar. Treine com alegria. Tenha certeza que muitos lutadores, por diferentes motivos, gostariam de estar pegando seus quimonos para treinar e não podem. Como diz um provérbio samurai: “Não fale mal de si mesmo, pois o guerreiro dentro de você ouvirá suas palavras e será enfraquecido por elas”.

Para mais informações, veja www.instagram.com/luizdiasbjj/ ou entre em contato pelo e-mail [email protected]. Também conheça o www.geracaoartesuave.com.br/.

* Por Luiz Dias

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img