Em busca de fazer história, Durinho disputa cinturão contra Usman no UFC 258; Rodolfo Vieira, Dhiego e Polyana também entram em ação

Publicidade

Na noite deste sábado (13), o Brasil pode ganhar mais um representante na lista de atuais campeões do UFC. Vivendo a melhor fase da sua carreira, Gilbert Durinho vai enfrentar o atual campeão meio-médio, Kamaru Usman, na luta principal do UFC 258, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Vale ressaltar que, atualmente, Deiveson Figueiredo (peso-mosca) e Amanda Nunes (peso-galo e peso-pena) são os brasileiros detentores de títulos na organização.

Além de Gilbert Durinho, outros três brasileiros vão entrar em ação no card do UFC 258. Multicampeão no Jiu-Jitsu e invicto no MMA, Rodolfo Vieira enfrenta Anthony Hernandez, enquanto Dhiego Lima e Polyana Viana vão encarar Belal Muhammad e Mallory Martin, respectivamente. O co-main event da noite terá o duelo feminino entre Maycee Barber e Alexa Grasso, válido pela categoria peso-mosca.

Ex-companheiros de equipe, Usman e Durinho duelam pelo cinturão

A esperada luta entre o campeão meio-médio Kamaru Usman (17-1-0) e o brasileiro Gilbert Burns (19-3-0), o Durinho, finalmente acontece neste sábado. O confronto chegou a ser marcado para a primeira passagem do UFC pela Ilha da Luta, em julho do ano passado, mas Durinho contraiu Covid-19 e acabou sendo substituído por Jorge Masvidal. Atual líder do ranking meio-médio, o niteroiense vem em uma impressionante sequência de seis vitórias. Desde que subiu para a divisão até 77kg, derrotou quatro adversários, entre eles Demian Maia e o americano Tyron Woodley. Foi a performance dominante sobre o ex-campeão da categoria que garantiu a Durinho a oportunidade de lutar pelo cinturão.

Com 17 vitórias e apenas uma derrota na carreira, o campeão Kamaru Usman não perdeu desde que entrou no UFC em 2015. O nigeriano conquistou o título em 2019, quando venceu Woodley por decisão unânime. De lá para cá, já defendeu o seu cinturão duas vezes, derrotando Colby Covington e, mais recentemente, Jorge Masvidal. Uma vitória de Durinho neste sábado pode garantir ao Brasil o primeiro cinturão meio-médio do UFC, já que nenhum outro atleta do país o conquistou até hoje.

“A minha confiança vem do trabalho que venho fazendo, das performances recentes, dos treinos do dia a dia. É a soma de tudo. Eu sei que o Usman é um atleta extremamente perigoso e estou dosando tudo para não ficar confiante demais. Mas eu acredito muito na vitória por tudo o que vivi, pelo meu momento e pela minha preparação. Eu posso ser bem imprevisível. Sou veloz, explosivo e forte. Se ele quiser usar o Wrestling, eu vou usar meu Jiu-Jitsu. Acho que também tenho grandes chances de levar a luta para o chão. Vocês podem esperar ataques bem diferenciados e de ângulos diferentes”, prometeu o brasileiro.

Invicto, Rodolfo Vieira vai em busca de mais uma finalização

O peso-médio Rodolfo Vieira (7-0-0) está de volta ao octógono. Assim como muitos outros atletas brasileiros, o carioca migrou do Jiu-Jitsu para o MMA em 2017 e, desde então, venceu as sete lutas que fez. Sua estreia no UFC aconteceu em agosto de 2019, quando finalizou Oskar Piechota. Sete meses depois, em março de 2020, conquistou mais uma finalização – dessa vez sobre Saparbek Safarov.

O seu adversário, o americano Anthony Hernandez (7-2-0, 1NC), foi contratado pelo UFC depois de participar da segunda temporada do reality show Dana White’s Contender Series, em 2018. Em sua última luta, em maio de 2020, foi nocauteado por Kevin Holland.

Outros dois brasileiros em ação no card

Outros dois atletas completam o time brasileiro em ação neste sábado. Vivendo uma boa fase dentro do UFC, o meio-médio Dhiego Lima (17-7-0) enfrenta Belal Muhammad (17-3-0). Depois de perder as duas primeiras lutas na organização, o goiano venceu três oponentes em sequência e chega ao UFC Apex pronto para somar mais uma vitória ao seu cartel. Assim como ele, Muhammad também vem de três triunfos na organização – o último sobre Lyman Good, em junho de 2020.

A paraense Polyana Viana (11-4-0) é outro nome que chega embalado por uma ótima performance. Em sua última luta, em agosto de 2020, a brasileira finalizou Emily Whitmire no primeiro round e se recuperou de uma sequência de três derrotas. Sua oponente será a americana Mallory Martin (7-3-0), que lutou no mesmo evento que Polyana e também saiu vitoriosa – finalizou Hannah Cifers no segundo round.

CARD COMPLETO:

UFC 258
UFC Apex, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 13 de fevereiro de 2021

Card principal (00h, horário de Brasília)
Kamaru Usman derrotou Gilbert Durinho por nocaute técnico no 3R
Alexa Grasso derrotou Maycee Barber por decisão unânime dos jurados
Kelvin Gastelum derrotou Ian Heinisch por decisão unânime dos jurados
Julian Marquez finalizou Maki Pitolo com um triângulo de mão no 3R
Ricky Simón derrotou Brian Kelleher por decisão unânime dos jurados

Card preliminar (21h30, horário de Brasília)
Anthony Hernandez finalizou Rodolfo Vieira com uma guilhotina no 2R
Belal Muhammad derrotou Dhiego Lima por decisão unânime dos jurados
Polyana Viana finalizou Mallory Martin com um armlock no 1R
Chris Gutierrez derrotou Andre Ewell por decisão unânime dos jurados
Gabriel Green derrotou Phil Rowe por decisão unânime dos jurados

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade