Com complicações por causa da Covid-19, Chimaev ensaia aposentadoria em post no Instagram; Dana afirma que meio-médio ‘não vai desistir’

Publicidade

Khamzat Chimaev foi infectado pelo novo coronavírus nos últimos dias de 2020 e, mais de dois meses depois, o lutador do UFC ainda segue apresentando complicações de saúde e não conseguiu se recuperar. Por conta da infecção, o combate entre “Borz” e Leon Edwards precisou ser adiado mais duas vezes – anteriormente, o confronto já tinha sido suspenso devido ao teste positivo do inglês para Covid-19.

Nas redes sociais, o meio-médio de 26 anos, considerado uma estrelas em ascensão no UFC, ensaiou uma aposentadoria. Chimaev chegou até a declarar que o fato de não ter sido campeão, não o afetava mais.

“Quero agradecer muito a todos por me apoiarem em minha jornada neste esporte. Acho que terminei (encerrar a carreira), sim, sei que não peguei o cinturão, mas não é a vitória mais importante da vida. Pode te chatear, mas meu coração e corpo me dizem tudo. Quero agradecer muito à minha equipe (Allstars Training Center). Quero agradecer muito ao UFC”, escreveu o lutador, que também chegou a postar uma foto – nos stories do Instagram – de uma pia de banheiro com sangue e assustado com as sequelas da doença.

Fã declarado do russo naturalizado sueco, Dana White, presidente do Ultimate, afirmou que o atleta agiu de forma precipitada ao antecipar sua aposentadoria. O “Big Boss” garantiu que Chimaev vem recebendo o tratamento ideal em Las Vegas (EUA), custeado pela companhia, mas que o meio-médio saiu do repouso.

“Quando ele chegou aqui, os médicos cuidaram dele e lhe deram prednisona (corticoide sintético), que é uma droga desagradável. Então, ele está tomando isso e deveria relaxar e permitir a recuperação. Ele foi e treinou hoje, se sentiu uma mer**, ficou super emocional e postou isso (sobre aposentadoria)”, disse Dana ao site MMA Junkie, que ainda completou afirmando que a futura estrela do UFC não vai abandonar o esporte:

“Ele não deveria estar treinando, mas você sabe, esse cara é um selvagem. Ele quer lutar todo fim de semana, e agora ele nem consegue treinar. Então, ele se emocionou e postou isso, mas ele não vai desistir”, concluiu.

Chimaev tem três aparições no UFC e ganhou destaque na primeira passagem do evento pela “ilha da luta”, em Abu Dhabi (EAU). Em um intervalo de dias, “Borz” finalizou John Phillips e nocauteou Rhys McKee. Dois meses depois, precisou de apenas 17 segundos para nocautear Gerald Meerschaert e cair nas graças dos fãs.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade