Com Jones apto para voltar ainda em 2018, Cormier critica a USADA: ‘Vocês são ridículos’; confira

Publicidade

A notícia de que Jon Jones poderá voltar a lutar pelo UFC ainda este ano, após receber uma suspensão de 15 meses da USADA (Agência Antidoping dos EUA), não repercutiu de forma positiva para Daniel Cormier, seu grande rival na organização. Derrotado em duas oportunidades por “Bones”, sendo uma delas revertida, posteriormente, para “No Contest”, “DC” comentou sobre o caso na última quarta-feira (19) no programa “UFC Tonight”, onde atua como comentarista, e deixou clara sua insatisfação com o órgão responsável por manter os atletas do Ultimate “limpos”.

“Assim são as coisas. Falando sobre a USADA, o negócio é o seguinte: eles não podem mais bater na minha porta às 6h da manhã. Para quê? Já foram lá umas 15 vezes. Chega! USADA, não venha mais à minha casa. Eu não vou ser flagrado em nenhum teste e não vou cometer nenhum erro. Não vou me sentar diante das pessoas e falar: ‘Agora eu sou um cara sério. Juro que não estava tentando trapacear’. Isso nunca vai acontecer. Foram 70 vezes desde que eu comecei a lutar Wrestling internacionalmente, e jamais cometi nenhum erro. Não é tão difícil assim. Então, eu ter que sentar lá e passar por tudo isso mostra que vocês são ridículos”, disparou o lutador, atual campeão das categorias meio-pesado e pesado do UFC.

Como não poderia ser diferente, Cormier foi questionado a respeito de uma possível terceira luta contra Jon Jones. Daniel, no entanto, preferiu destacar que pretende defender o título dos pesados em 2019 contra Brock Lesnar, mas não descartou a “trilogia” diante de “Bones”.

“Eu sou campeão de duas categorias do UFC, mas tenho alguns chefes e estou falando desse cara (Jon Jones) porque sou obrigado. Eu deixei esse assunto para trás. Cuidei da minha vida e conquistei outro cinturão. Sobre esse cara, agora que a sua suspensão acabou, vamos ver o que acontece. As pessoas ficam animadas sobre a possibilidade de nós nos enfrentarmos novamente. Mas eu tenho luta marcada contra Brock Lesnar. Por que eu ficaria pensando no passado e em Jon Jones, quando tenho uma luta para fazer? Obviamente, como lutador, eu quero lutar com ele. Jones me venceu duas vezes. Mas tenho uma luta muito maior para fazer. Para que ficar pensando no passado?”, indagou Cormier.

Com a suspensão de 15 meses aplicada, Jones estaria apto para retornar ao UFC a partir do dia 28 de outubro. Isto porque a punição é retroativa à data em que foi colhida a substância proibida na amostra do exame em que o lutador foi submetido, ou seja, em julho do ano passado.

Publicidade

Notícias relacionadas

1 COMENTÁRIO

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade