Com presença de nomes importantes, São Paulo Open da CBJJE é agitado no Ibirapuera

Publicidade

No último fim de semana, no tradicional Ginásio do Ibirapuera, na capital paulista, aconteceu o São Paulo Open – com e sem quimono. O evento da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo (CBJJE) foi recheado de confrontos de alto nível e duelos decididos nos detalhes.

Um dos destaques foi o casca-grossa Igor Tigrão. O lutador da Dream Art venceu o pesadíssimo No-Gi e fechou o absoluto com José Neto “Coxinha”, atleta da Cícero Costha, nas competições com quimono. O faixa-preta comentou sobre o fato de o peso-aberto ter premiação em dinheiro.

“A premiação em dinheiro da CBJJE é muito importante para os atletas que buscam crescer e se tornar profissionais, principalmente aqueles que não têm patrocínio”, destacou o faixa-preta.

Outro nome de destaque das artes marciais que marcou presença com os seus alunos e também entrou no tatame foi Lucas Mineiro. O lutador de MMA, que pertence ao plantel do Brave CF, e responsável pela equipe Capital da Luta analisou a participação: “Minha equipe é voltada para o MMA, achei interessante colocar meus atletas para se testarem no evento da CBJJE, inclusive eu, que em doze anos de história no MMA, foi a primeira vez que lutei No-Gi”, analisou o atleta.

O evento seguiu mais uma vez um rígido protocolo sanitário contra a pandemia do novo coronavírus e o acesso do público foi restrito. A CBJJE também pagou premiações em dinheiro aos campeões do absoluto juvenil, adulto e master (masculino e feminino) com e sem quimono.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img