Consolidado na faixa-preta, Erich Munis promete ir em busca do título no Grand Slam do Rio e mira o World Pro

Publicidade

Organizado pela AJP (Abu Dhabi Jiu-Jitsu Profissional), o Abu Dhabi Grand Slam Rio de Janeiro será realizado a partir da próxima sexta-feira (22) até o domingo (24), no Velódromo localizado no Parque Olímpico da Barra da Tijuca. À medida que a aguardada competição se aproxima, os atletas ficam cada vez mais na expectativa para entrar em ação, ainda mais pelo fato do torneio destinar mais de R$ 1 milhao distribuídos apenas em premiações aos lutadores.

Na acirrada disputa da faixa-preta, quem está confirmado na divisão meio-pesado (até 94kg) é Erich Munis. Representando a Dream Art, o jovem atleta vem de bons resultados na temporada e, em entrevista, falou um pouco da sua preparação para o Grand Slam do Rio, que vai contar com disputas nas faixas roxa, marrom e preta.

“Minha preparação está muito boa. Eu não mudo muitas coisas, porque eu vejo a evolução no Jiu-Jitsu como algo constante. A pessoa tem que se preparar não apenas para um campeonato, tem que estar sempre pronto, treinando o máximo possível. Minha preparação segue a mesma, assim como foi em outros campeonatos e como tem sido em toda a minha vida. Lógico que a gente ajusta algumas posições e trabalha para corrigir alguns erros. Na faixa-preta, principalmente, acredito que quem erra menos é o que sai campeão, porque o nível está cada vez mais alto e competitivo, ainda mais numa competição tão importante como o Abu Dhabi Grand Slam do Rio de Janeiro. A meta é ter uma boa performance e, se Deus quiser, conquistar o título, que já vai ser um bom termômetro para o World Pro do mês que vem”, projetou.

No ano passado, ainda como faixa-marrom, Erich Munis brilhou e foi campeão no Grand Slam de Abu Dhabi. Agora na elite da faixa-preta, o casca-grossa espera repetir o resultado na disputa do Abu Dhabi World Pro, principal torneio da temporada da federação, sediada nos Emirados Árabes. O evento acontece entre os dias 15 e 19 de novembro, na Arena de Jiu Jitsu, na capital dos Emirados.

“Planejo, sim, lutar o World Pro, a intenção é essa. As regras da federação exigem muita atenção e preparo por parte dos atletas. Como as lutas tem cinco minutos de duração, o lutador precisa estar bem ligado, porque o início da luta é crucial. Se você enfrenta um cara que tem o fisico bom, em cinco minutos ele pode conseguir te segurar, por isso é preciso estar com o jogo bem definido e alinhado para conseguir a vitória. É sempre algo desafiador competir num torneio tão renomado como o World Pro, que reúne grandes nomes do esporte, mas vou fazer o possível para lutar o evento, fazer grandes lutas e garantir mais um título”, concluiu.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img