Contra Spicely, Cara de Sapato destaca força do Jiu-Jitsu e diz: ‘Ainda tenho certa vantagem na trocação’

Publicidade

Por Yago Rédua

Pela primeira vez desde que chegou ao Ultimate, Antônio Cara de Sapato tem a oportunidade de somar três vitórias seguidas na organização. O lutador da American Top Team (ATT) entra em ação no próximo sábado (3), contra Eric Spicely, no UFC 212, na cidade do Rio de Janeiro. Em entrevista exclusiva à TATAME, o brasileiro disse que o jogo do americano é parecido com o seu, mas ressaltou sua experiência maior na luta garrada, tendo em vista os títulos conquistados no Jiu-Jitsu.

Em suas últimas duas lutas, Cara de Sapato venceu Leonardo Guimarães, o “Leleco”, por finalização, e Marvin Vettori, nos pontos, contudo, buscou o tempo inteiro finalizar o adversário. Para este novo embate, o lutador disse que vai, mais uma vez, impor sua arte suave. Além disso, comentou sobre o desejo de entrar no Top 15 dos médios e todo o imbróglio da divisão nos últimos meses.

11
Antônio Cara de Sapato vive grande fase e vai em busca do seu terceiro triunfo seguido (Foto UFC)

Confira a entrevista completa com Antônio Cara de Sapato:

– Preparação para a luta contra o Eric Spicely

A preparação está muito boa, tem uma galera boa me ajudando, que são os parceiros de treino. Estou indo muito bem, treinando bem específico agora. Esse último mês foi voltado para o Spicely e as coisas que ele faz, vendo os pontos fortes e fracos. Estamos vendo algumas brechas no jogo dele.

– Estudo do jogo do Spicely e brechas encontradas

Eu vejo que ele (Spicely) é um cara que gosta da luta agarrada, principalmente o Jiu-Jitsu. Tem uma boa guarda e o trabalho dele por cima é sempre buscando as costas também, inclusive é um pouco parecido com o meu (risos). Mas eu venho fazendo isso há muito tempo, eu me sinto em casa na luta agarrada. Eu vejo que é o ponto mais forte dele, onde também é a minha melhor área. Ainda tenho uma certa vantagem na trocação e vou tentar mixar isso aí da melhor forma e, se Deus quiser, conseguir um nocaute ou finalização, que é o grande objetivo sempre.

– Busca por mais uma finalização no Ultimate

A gente sempre gosta da finalização. Eu sou um lutador de Jiu-Jitsu e estarei buscando a finalização. Eu tento chegar à finalização em todas as minhas lutas, nesta não será diferente, mesmo contra um cara que também gosta de Jiu-Jitsu. E eu vou chegar nas minhas melhores posições.

12
Antônio Cara de Sapato pretende conquistar mais uma finalização no UFC, agora no Rio (Foto UFC)

– Motivação para voltar a lutar em casa, no Brasil

É muito bom lutar com o público, com a torcida apoiando. A torcida brasileira é muito fervorosa. Já vão fazer quase quatro anos da minha última luta no Brasil. Eu me sinto muito bem lutando no Brasil, com a minha família, amigos, todo mundo presente. Isso certamente dá um gostinho a mais, no treino e também lá na hora. Eu estou bem ansioso, louco para chegar e sentir aquele clima. Se Deus quiser vou conquistar a vitória para comemorar muito com minha família e a torcida brasileira.

– Melhor fase da carreira e mira em um Top 15

Eu venho na minha melhor fase, com duas vitórias seguidas no UFC e vou em busca da terceira. O Spicely já até entrou no Top 15, logo após ter vencido o Marreta, mas acabou saindo, não por derrota, mas porque outros lutadores o passaram. Eu quero muito entrar no Top 15, se não for agora, quero na próxima lutar contra alguém que esteja lá. Eu acredito que é uma possibilidade de eu entrar no ranking. Quero começar a lutar com o pessoal que está nas cabeças, para conseguir um dia lutar pelo cinturão, que é o meu grande meu sonho, com certeza.

– Confusão na divisão dos médios do Ultimate

Eu acho que a divisão estava um pouco travada e temos grandes nomes. Com certeza é uma das divisões mais difíceis e você vê que o cinturão está mudando de mão o tempo inteiro. É uma categoria muito difícil que tem caras muito duros. Só tem pedreira. Aí estava essa polêmica do St-Pierre se luta ou não com o Bisping, aí o Romero… Agora tem o australiano (Whittaker), está vindo o Mousasi de várias vitórias. Realmente, está bem difícil, mas acho que as coisas vão se acertar. Está um pouco enrolado, mas vai desenrolar (risos), é o que todos nós esperamos.

CARD COMPLETO:

UFC 212
Rio de Janeiro, Brasil
Sábado, 3 de junho de 2017

Card principal
José Aldo x Max Holloway
Claudinha Gadelha x Karolina Kowalkiewicz
Vitor Belfort x Nate Marquardt
Paulo Borrachinha x Oluwale Bamgbose
Erick Silva x Yancy Medeiros

Card preliminar
Raphael Assunção x Marlon Moraes
Antônio Cara de Sapato x Eric Spicely
Johnny Eduardo x Mathew Lopez
Iuri Marajó x Brian Kelleher
Viviane Sucuri x Jamie Moyle
Luan Chagas x Jim Wallhead
Marco Beltrán x Deiveson Alcântara

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade