Copa Cabelinho das Favelas de Jiu-Jitsu lota o Velódromo do Parque Olímpico-RJ e consagra campeões

Copa Cabelinho das Favelas de Jiu-Jitsu lota o Velódromo do Parque Olímpico-RJ e consagra campeões

Realizada no último domingo (2), a primeira edição da Copa Cabelinho das Favelas de Jiu-Jitsu correspondeu todas as expectativas e foi um verdadeiro sucesso, reunindo mais de 1.500 atletas de diferentes comunidades no Velódromo do Parque Olímpico, Rio de Janeiro.

Com o objetivo de mudar vidas através do esporte, o evento idealizado pelo MC Cabelinho – e 100% beneficente – distribuiu mais de 20 mil reais em prêmios, consagrou diversos campeões e ainda contou com seis superlutas, com destaque para o duelo de inclusão entre o craque Patrick Gaudio e o jovem Lucas Henrique, de 14 anos e paratleta.

“Estou muito feliz! Agradecer primeiramente a Deus, que me deu condições de proporcionar isso, aos meus fãs, toda a minha equipe de trabalho… É uma grande alegria poder ajudar essa galera, os projetos sociais de comunidade, e esse é só o primeiro campeonato. Se preparem para os próximos”, disse Cabelinho, que completou:

“Obrigado ao Arthur Gogó, ao Yhan Keppler, que me ajudaram na realização da Copa Cabelinho das Favelas, a todo mundo que se inscreveu, que doou alimento, à CUFA (Central Única das Favelas), à TATAME e quem esteve junto nessa. O Jiu-Jitsu se tornou para mim algo quase sagrado. Me traz disciplina, atenção e foco. Poder compartilhar esses ensinamentos e benefícios com pessoas, que muitas vezes não tem oportunidades, é muito importante pra mim”, afirmou o MC, que é cria do Pavão-Pavãozinho-Cantagalo (PPG), na Zona Sul do Rio, e treina na academia da lenda Fernando Tererê.

Arthur Gogó foi um dos responsáveis por organizar o evento do MC Cabelinho (Foto Ilan Pellenberg)

Arthur Gogó foi um dos responsáveis por organizar o evento do MC Cabelinho (Foto Ilan Pellenberg)

Campeões consagrados

Com os competidores divididos em categorias de disputa por peso, idade e faixa, a Copa Cabelinho das Favelas consagrou Pedro Lucas campeão do absoluto na faixa-preta adulto, enquanto Thiago Cidro venceu no master.

Já nas superlutas, além do duelo de inclusão, Jhonathan Marques derrotou Ygor Rodrigues, Alexandre Ribeiro superou Marcos Morcego, Rodrigo Máscara bateu Pedro Rubim, enquanto Pedro Yago venceu Kauã Gabriel. Vitória Vieira, por sua vez, finalizou Karen Terra com um estrangulamento em disputa no feminino adulto faixa-preta.

“Além de lutar bem, eu queria dar um show para a galera e acho que consegui cumprir minha missão de forma espetacular com a finalização. Saio feliz com o meu desempenho, com o meu trabalho e estou pronta para qualquer desafio. É só me avisar”, celebrou Vitória, faixa-preta da GFTeam.

Vitória Vieira foi um dos destaques da Copa Cabelinho das Favelas de Jiu-Jitsu (Foto Ilan Pellenberg)

Vitória Vieira foi um dos destaques da Copa Cabelinho das Favelas de Jiu-Jitsu (Foto Ilan Pellenberg)

Multicampeão, o também faixa-preta Patrick Gaudio exaltou a iniciativa da Copa Cabelinho das Favelas e da luta de inclusão: “É muito maneiro o projeto do MC Cabelinho de fazer esse campeonato, super organizado, lotado. A gente sente o Jiu-Jitsu respirar, todo mundo vibrando, uma energia surreal e que há muito tempo eu não sentia lutando no Rio de Janeiro. Ver a felicidade do Lucas foi algo surreal. Pra mim não tem preço que pague”, encerrou Patrick.

O ingresso do evento, vale citar, foi 1kg de alimento não perecível como doação, recolhidos pela CUFA (Central Única das Favelas).

RESULTADOS:

Copa Cabelinho das Favelas
Parque Olímpico, na Barra da Tijuca-RJ
Domingo, 2 de julho de 2023

> Superlutas

Lucas Henrique derrotou Patrick Gaudio (luta de inclusão)
Vitória Vieira derrotou Karen Terra (faixa-preta adulto)
Jhonathan Marques derrotou Ygor Rodrigues (faixa-preta adulto)
Alexandre Ribeiro derrotou Marcos Morcego (faixa-preta master)
Rodrigo Máscara derrotou Pedro Rubim (faixa-marrom adulto)
Pedro Yago derrotou Kauã Gabriel (faixa-azul adulto)

Saiba mais sobre a Copa Cabelinho das Favelas, aqui