Dana rebate Hunt e explica corte do UFC Sydney: ‘Temos que proteger esses caras de si mesmos’

Publicidade

Nesta semana, O Ultimate cortou Mark Hunt do UFC Sydney, que será realizado 19 de novembro. A organização tomou essa atitude, após o lutador declarar que sofria sequelas dos golpes traumáticos na cabeça e tinha perda de memória, além de dificuldades para articular palavras. Ao ser retirado do evento, “The Super Samoan” disparou contra Dana White, presidente do UFC. Em entrevista ao TMZ, “Big Boss” contou que é preciso tomar atitudes dessa para “proteger” os atletas.

“Ele (Hunt) sempre está me atacando. Às vezes você tem que proteger esses caras de si mesmos. Estamos investigando isso neste momento. Ele disse que eu o odeio desde sempre. Eu nunca odiei o Mark Hunt. Ele sabe disso. Na verdade, eu fui muito bom para o Mark Hunt”, comentou Dana.

A polêmica declaração do peso-pesado sobre os problemas de saúde foi publicada em um artigo no site “Player’s Voice”. Agindo com cautela para a doença encefalopatia crônica, que causa justamente esses sintomas, o Ultimate optou pelo corte do atleta. O UFC, então, anunciou o ex-campeão Fabrício Werdum como substituto para encarar Marcin Tybura na luta principal do evento na Austrália.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade