Dana ‘sugere’ aposentadoria de Demian Maia, mas brasileiro pede luta de despedida contra Nate Diaz

Publicidade

Em ação no card do UFC 263, realizado no último sábado (12), no Arizona (EUA), Demian Maia acabou sendo derrotado por Belal Muhammad na decisão unânime dos jurados e o confronto em questão era o último do seu atual contrato com a organização, onde o brasileiro luta desde 2007. Após o fim do evento, Dana White, presidente do Ultimate, foi questionado sobre o futuro do atleta paulista e, aparentemente, deixou claro que não está disposto a conceder uma “luta de despedida” para o faixa-preta de Jiu-Jitsu.

“Eu acho que essa foi a última luta no contrato dele. Ele (Demian) tem 44 anos, mas tem sido muito bom em garantir a queda, ficar por cima das pessoas e estrangulá-las, ou pegar algo e torcer até que você desista, e ele não conseguiu fazer isso esta noite. Ele é um cara fantástico e teve uma grande carreira. E sim, eu diria que provavelmente é isso (última luta no UFC)”, declarou o mandatário em coletiva de imprensa.

No entanto, ao que tudo indica, os planos de Dana White não estão alinhados com os de Demian. Através das redes sociais, no último domingo (13), o brasileiro, que vai fazer 44 anos em novembro, afirmou que, se for da vontade do UFC, pretende fazer uma luta de despedida, e revelou o desejo de que o combate seja contra Nate Diaz, que também entrou em ação no card do UFC 263, sendo derrotado por Leon Edwards na decisão.

“Ontem à noite eu me esforcei muito e infelizmente não consegui ter meu melhor desempenho. Por mais frustrado que eu esteja, continuei tentando até o fim e isso é passado agora. Já estou ansioso, porque sei que o tempo passa rápido e não farei isso por muito mais. Nate Diaz, vi o que você disse na coletiva de imprensa e também acho você ótimo. Você é um grande lutador, que representa o Jiu-Jitsu e é de verdade, eu respeito isso. Independentemente da noite passada, sei que ainda tenho uma luta pela frente, e não é segredo que considero o UFC minha casa, onde quero terminar minha carreira”, postou o experiente faixa-preta.

“Agora, não tenho ideia se eles vão me dar outra luta, mas se derem, ficaria honrado em fazer minha última luta de MMA com você, alguém que sempre vem para lutar, que representa o Jiu-Jitsu e a quem respeito. Tive uma longa carreira, lutei com quase todo mundo e orgulhosamente representei o Jiu-Jitsu da melhor maneira que pude. Se eu tiver mais uma (luta), não quero desperdiçar com alguém que não respeito. Então se você quiser, e o UFC quiser, vai acontecer e será minha última dança. Muito respeito”, completou Demian.

 

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade