Till acha ‘justa’ vitória no UFC Liverpool, porém pede title shot pra Thompson; leia

Publicidade

Na luta principal do UFC Liverpool, realizado no domingo (27), Darren Till superou Stephen Thompson por decisão unânime dos árbitros. Porém, apesar da vitória, o inglês não acredita que mereça a chance de lutar com o campeão linear Tyron Woodley, que ainda não sabe quando vai voltar por conta de uma lesão, ou então contra Rafael dos Anjos e Colby Covington, que disputam o título interino dos meio-médios, no UFC 225.

“Depois da luta em Chicago, acho que o próximo desafiante tem que ser Stephen (Thompson) ou Kamaru Usman. Eles merecem mais. Eu o venci em uma luta muito parelha, mas se tiverem que dar a chance, acho justo que seja para ele. Eles estão na minha frente. Stephen bateu o peso e ainda é o número um do ranking, venceu mais caras do que eu. Sou realista. Deem a chance para ele”, apontou Till na coletiva de imprensa.

Sobre a decisão dos árbitros ao fim do combate, Darren acredita que foi, de fato, o melhor e mereceu ter vencido. No entanto, o discurso pós-luta teve um outro tom. Na última sexta-feira (25), durante a pesagem, o lutador ficou 1,7kg acima do limite da categoria dos meio-médios (77,6kg). Till voltou a pedir “desculpas” e disse que está “envergonhado”.

“Acredito que fui melhor essa noite. Mas minha vitória teria mais sentido agora se eu tivesse batido o peso. Estou com vergonha. Sou um profissional, sou um cara grande para a categoria e deveria ter tido as coisas mais sob controle. Eu já bati o peso diversas vezes antes… Tenho que controlar mais as coisas para não repetir esse erro”, encerrou Till.

Publicidade

Notícias relacionadas

1 COMENTÁRIO

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade