DC Pro: Rumo ao SFT tem show de MMA e Mohamed campeão

Realizado no último domingo (14), o DC Pro: Rumo ao SFT teve lutas de Muay Thai, Jiu-Jitsu, MMA e consagrou Lamo Mohamed campeão até 66kg; resultados

Publicidade

Realizado no último domingo (14), com transmissão ao vivo da TATAME no YouTube, o “DC Pro: Rumo ao SFT” contou com diversas promessas das artes marciais em ação e ótimos combates. Na luta principal do show, Lamo Mohamed (Nova União) derrotou Leandro Mesquita (Tropa Thai) por nocaute técnico no quinto round e se consagrou campeão até 66kg de MMA profissional.

O evento, vale citar, aconteceu na Arena Carioca 3, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro – com patrocínio da USA Hemp Brasil -, reunindo duelos de Jiu-Jitsu (com e sem quimono), MMA profissional, MMA amador e Muay Thai em dois octógonos, além de centenas de atletas.

Idealizador do DC Pro, o casca-grossa Daniel Cabral comemorou o sucesso da edição, que contou com diversas personalidades presentes, exaltando ainda os duelos de MMA profissional.

“O evento foi um grande sucesso, superou as expectativas, não só minhas, mas de todos os presentes, principalmente pelo nível técnico das lutas, parte de estrutura. Fizemos um evento de alto nível para o público e para os atletas, que se sentiram prestigiados. Diversas personalidades do mundo da luta também prestigiaram o evento e isso foi incrível. Nomes como Rogério Minotouro, Pedro Rizzo, Livinha Souza (lutadora do UFC), Juliana Velasquez (campeã do Bellator), Miltinho Vieira, entre outras feras que deram credibilidade para o evento”, disse Daniel.

“O card de MMA profissional foi um show à parte, mas o destaque com certeza vai para a luta principal entre o Leandro e o Lamo. Os atletas batalharam até o fim, deram um verdadeiro espetáculo para todo mundo que acompanhou e fechou o evento com chave de ouro”, contou.

Daniel também falou sobre as parcerias com o SFT, um dos principais eventos de artes marciais do Brasil, e a USA Hemp Brasil, além de projetar as próximas edições: “O DC Pro veio para ficar. A gente começou realizando o evento no interior da minha academia, foram várias edições lá e hoje estamos na Arena Carioca 3, um legado olímpico, algo muito importante no cenário das artes marciais. Gostaria de agradecer ao secretário de esportes pela oportunidade, ao SFT e outros parceiros, pois sem eles nada seria possível. Agradecer ao David Hudson, presidente do SFT, que veio direto de Miami (EUA) para nos prestigiar. São dois eventos alinhados em prol do MMA nacional, para agregar um ao outro. Em relação à USA Hemp Brasil, é uma empresa completamente séria, que vem realizando um trabalho incrível e nos ajudou muito a dar esse passo gigantesco para fazer o ultimo DC Pro. No que depender da gente, essa parceria vai longe”.

  • Lamo se impõe e fatura título

A luta principal do “DC Pro: Rumo ao SFT” começou com Lamo Mohamed tomando a iniciativa. Pupilo de Giovanni Diniz e Dedé Pederneiras na equipe Nova União, o lutador de Guiné, na África, apostou nos cruzados, enquanto Leandro Mesquita assustava nos contragolpes. No segundo round, entretanto, um soco certeiro do atleta da Tropa Thai – treinado por Diego Braga – “desmontou” Lamo, que apesar do susto, conseguiu se recuperar e seguir.

O terceiro assalto foi o mais travado, com os dois lutadores trabalhando em pé, junto à grade, até que Mohamed aplicou um suplex sensacional. Por cima de Leandro, o africano tentou de todos os jeitos a finalização, mas não encerrou a luta. No quarto round, novo suplex de Lamo. Dessa vez, porém, ele não conseguiu estabilizar a montada, com ambos trocando posições no solo.

No quinto e último round, com os lutadores já cansados, a trocação foi franca, e Lamo Mohamed, mais inteiro, encaixou uma dura joelhada para superar Leandro Mesquita por nocaute técnico e faturar o cinturão até 66kg DC Pro MMA. Agora, ele tem quatro triunfos como profissional.

  • Outros destaques do evento

Na parte de MMA profissional, outros nomes também se destacaram com belas vitórias, casos de Eduardo Bruno Alves, Marlon Basílio, Bruno Nunes e Gabriel Pasqualoti, que aplicou o nocaute mais bonito do evento em Diego Aragão com um soco certeiro, desmontando o oponente.

RESULTADOS:

DC Pro: Rumo ao SFT
Parque Olímpico do Rio (RJ)
Domingo, 14 de novembro de 2021

MMA profissional
Lamo Mohamed derrotou Leandro Mesquita por nocaute técnico no 5R (cinturão 66kg)
Eduardo Bruno Alves derrotou Janderson Shark por nocaute técnico no 1R
Jeferson Pontes derrotou Maykon Macedo por W.O.
Gabriel Pasqualoti derrotou Diego Aragão por nocaute no 1R
Emanuel Travassos x Bruno Belo terminou em “No Contest” (sem resultado)
Marlon Basílio derrotou Fabrício Santana por nocaute técnico no 2R
Bruno Nunes derrotou Jeferson Sales por nocaute técnico no 1R
Adriano Oliveira x Irapauci Souza terminou em empate majoritário
Reidney Campos derrotou Darlei Xuxa por decisão unânime dos jurados

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img