De olho em recorde de vitórias no UFC, Maia muda de ideia sobre fim da carreira: ‘Desejo lutar a próxima e mais uma’

Publicidade

Um dos principais nomes do Brasil na história do Ultimate, Demian Maia, aos 42 anos, tinha afirmado após o revés para o compatriota Gilbert Durinho, em março deste ano, que gostaria de fazer mais uma luta e se aposentar. O desejo era encarar os também veteranos Donald Cerrone ou Diego Sanchez na despedida do octógono. Mas, ao que tudo indica, o objetivo do faixa-preta de Jiu-Jitsu mudou.

Em entrevista ao Canal Encarada, Demian afirmou que gostaria de mais alguns desafios: “Meu desejo é talvez fazer esta próxima luta e mais uma. Mas se (o próximo combate) for o último, não há problema algum. Eu estou realmente bem com isso. Acho que cumpri meu papel e estou feliz com o que fiz todos esses anos”, comentou.

Demian revelou que tem como meta se tornar o atleta com mais vitórias dentro do UFC. Atualmente, Cerrone, um dos seus alvos, aparece com 23 triunfos. O paulista vem logo em seguida com 22: “Eu estou uma vitória atrás do Cerrone, então, eu sei que vou empatar se eu ganhar mais uma, mas se eu vencer duas, posso superá-lo. Isso seria algo que me faz pensar sobre essa possibilidade (prolongar o contrato)”, concluiu.

Cerrone está escalado para o UFC 249, que está programado para o próximo dia 9. O adversário será o ex-campeão dos leves Anthony Pettis. Em janeiro, o “Cowboy” foi nocauteado por Conor McGregor.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade