De olho nos Jogos Olímpicos, seleção brasileira de Judô desembarca nesta terça-feira (2) no Uzbequistão para o Grand Slam de Tashkent

Publicidade

A seleção brasileira de Judô embarcou no último domingo (28) para o Uzbequistão, onde acontece o Grand Slam de Tashkent, entre sexta (5) e domingo (7). A longa viagem da delegação formada por 16 judocas teve escalas em Paris (FRA) e Istambul (TUR). A equipe desembarca no destino final apenas nesta terça-feira (2).

Tashkent acontece exatamente dez dias após o primeiro Grand Slam do ano, disputado em Israel, e no qual o Brasil foi ao pódio apenas com Maria Suelen Altheman (+78kg). A brasileira conquistou a medalha de bronze. A expectativa agora é por uma evolução nos resultados nesta reta final rumo aos Jogos Olímpicos de Tóquio.

O Brasil terá oito atletas em posição de cabeças de chave em suas categorias. São eles: Larissa Pimenta (52kg), Alexia Castilhos (63kg) e Beatriz Souza (+78kg) no feminino; Eric Takabatake (60kg), Eduardo Yudy Santos (81kg), Rafael Buzacarini (100kg), Rafael Silva Baby (+100kg) e David Moura (+100kg) entre os homens.

O corrido calendário do Judô em 2021 ainda terá outras três etapas de Grand Slam, na Geórgia e Turquia, além de um possível acréscimo de uma edição na Rússia, um Pan-Americano e o Campeonato Mundial, que irá finalizar a classificação olímpica para os Jogos de Tóquio. Segundo a imprensa francesa, o Grand Slam de Paris, que estava no calendário da IJF (Federação Internacional de Judô) para junho, foi cancelado e será substituído por outro na Rússia. A mudança ainda não foi oficializada pelo órgão máximo do Judô mundial.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img