Deiveson Figueiredo pede nova chance pelo cinturão e fala sobre falha em pesagem: ‘Não vai voltar a acontecer’

Publicidade

Deiveson Figueiredo acabou sendo a figura principal do UFC Norfolk. Na sexta-feira (28), não bateu o peso da divisão peso-mosca em ultrapassar por pouco mais de 1kg o limite da categoria, perdendo, assim, o direito de disputar o título da classe de peso. No sábado (29), todavia, o brasileiro garantiu uma grande apresentação dentro do octógono e nocauteou no segundo round o experiente Joseph Benavidez, emplacando sua terceira vitória consecutiva no Ultimate.

Após o bom triunfo conquistado, Deiveson conversou com a imprensa e mostrou-se satisfeito com seu desempenho. O paraense se colocou à disposição de Dana White, presidente da organização, para lutar em uma nova disputa de cinturão na divisão dos moscas, ressaltando que o nocaute sobre Benavidez o credencia a um novo title shot.

“Fico à disposição do Dana White. Espero que não demore muito para que, o quanto antes, eu possa lutar pelo cinturão. Hoje (sábado) era uma disputa de cinturão, não foi para mim por toda essa questão, mas eu nocauteei o cara (Joseph Benavidez), então mereço novamente uma disputa”, disse o paraense, que ainda afirmou não ter ficado abalado por não ter batido o peso da divisão dos moscas.

“Não fico triste, de maneira alguma. Foi a primeira vez que aconteceu e prometo que isso não vai voltar a acontecer. Sempre bati meu peso, sempre fui profissional e nunca faltei em nenhum evento. Aconteceu dessa vez e muita gente que já lutou pelo cinturão passou por isso também. Não vai mais acontecer. Prometi o show da noite para todos. Cheguei, nocauteei o cara e fiz um grande show para a galera. Então, estou feliz”, encerrou.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade