Array

Destaques do Gracie Pro comemoram ‘oportunidade’ e destacam ‘visibilidade’ do evento no Rio de Janeiro; veja

Publicidade

Por: Yago Rédua

No último fim de semana, o Parque Olímpico do Rio de Janeiro foi palco para o Gracie Pro. O evento de Jiu-Jitsu deu visibilidade a inúmeros lutadores na faixa-preta e até mesmo na faixa-colorida. Entre as mulheres na faixa-marrom/preta, Maiara Angélica brilhou na decisão dos leves e superou Jéssica Bate-Estaca por 9 a 0. Em entrevista à TATAME, a lutadora da Luiz Paulo JJ comentou sobre oportunidade de vencer uma atleta de ponta do UFC.

51
Maiara Angélica ficou com a medalha dourada na final contra Bate-Estaca (Foto: Yago Rédua/TATAME)

“Foi muito importante para mim esse título, porque estou dando início a minha carreira, em um nível acima. Foi uma honra enorme ter lutado com ela (Bate-Estaca), mesmo sabendo que ela era favorita para ganhar nesta categoria, que ontem ela deu um show lutando com faixa-preta. Eu gostei muito de lutar com ela, se tiver que lutar mais vezes, vou lutar e estou acompanhando o trabalho dela”, comentou Maiara, que contou sobre a participação no evento.

“Foi um evento muito bem organizado, tem dado muito oportunidade para as meninas, inclusive. Pesou um pouquinho saber que eu estava na final, uma luta por vez, o ginásio bem cheio. Muitos apostando em mim, como nela também. Não dormi direito (risos), porque o nervosismo bate. Mesmo a gente sabendo que está vindo de um ritmo de campeonato diferente do dela, o nervosismo bateu. Eu estava confiante no meu jogo”, apontou.

Enzo brilha e derrota Gracie duas vezes

Na faixa-azul, o jovem Enzo Batista brilhou no Gracie Pro. O lutador superou Rayron Gracie, atual campeão mundial na faixa-azul, na categoria e no peso-aberto, com uma importante atuação e comentou sobre a sua performance, aproveitando para elogiar o adversário.

11
Enzo Batista superou Rayron Gracie no peso e absoluto (Foto: Yago Rédua/TATAME)

“É um atleta que está vindo, está chegando. É muito duro. É um bom competidor, foi campeão Mundial. Nós já tínhamos lutado, fizemos a final do peso, eu ganhei também. Sabia que seria uma luta dura. Foi muito maneiro. Aumenta bastante (Vencer um Gracie, no Gracie Pro). Estamos chegando, vemos a dificuldade da galera. Nem todo mundo pode ir lá fora disputar um campeonato grande como o Mundial, Pan, Europeu, e sabemos dos atletas duros que têm aqui, que vai chegar e está chegando. Esse campeonato (o Gracie Pro) tem visibilidade para os atletas”, encerrou.

 Já conhece o App da TATAME para celular e o nosso shopping virtual? Clique e saiba mais!

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade