Dominick Cruz revela ‘perda de memória’ após duelo contra Pedro Munhoz no UFC 269; confira

Dominick Cruz revelou que, mesmo com vitória sobre Pedro Munhoz no UFC 269, teve perda de memória após a luta

Publicidade

Ex-campeão peso-galo do UFC, Dominick Cruz entrou em ação no dia 11 de dezembro, no card do UFC 269, e derrotou Pedro Munhoz na decisão unânime dos jurados após três rounds de combate, no entanto, a vitória contou com um momento delicado para o americano, que emplacou sua segunda vitória seguida no Ultimate.

Ao longo dos 15 minutos de luta, Dominick Cruz também precisou controlar alguns momentos mais ofensivos de Pedro Munhoz, principalmente no primeiro round, onde quase foi nocauteado pelo brasileiro. Ao contar mais detalhes sobre o confronto ao site MMA Fighting, o americano revelou que os ataques de Pedro naquele momento foram tão intensos que ele chegou a perder a memória do que realmente aconteceu naquele instante do duelo, onde chegou a ir a knockdown com um dos golpes aplicados pelo paulista.

“Você não pode ficar completamente feliz quando é abalado, nunca. E eu não sabia que isso acontecia. Quando estou na luta, você está apenas na luta. Quando estava na luta e isso aconteceu, a única coisa que vi foi que começamos a trocar, eu errei um soco, me levantei, mas essa mistura me desequilibrou.

Eu não sabia que tinha sido atingido. Pensei que meu equilíbrio estava desequilibrado naquele momento por causa da troca de golpes. As coisas pareciam um sonho. Você não sabe que está ferido, você meio que só está lá. Acho que ele me acertou quando me inclinei contra a grade e isso meio que me abalou um pouco. Na minha cabeça, fui para a grade, mas sem socos. É como se aquele momento no tempo nunca tivesse existido”, relatou Dominick Cruz, que prosseguiu logo depois.

“Não recebi nenhum soco em todo aquele momento, na minha cabeça. Todo o resto, eu estava lá. Meu corpo entrou em piloto automático por completo. Às vezes, você nem sempre é o martelo. Você pode tentar se preparar da melhor maneira, mas se você for o prego, pode resistir até o final? Porque eu tenho sido o prego na prática, quando você está enfrentando dois, três caras em uma série de cinco rounds.

É difícil não ser o prego quando se está enfrentando dois ou três caras. São naqueles momentos em que fico abalado na prática, quando esses caras vêm atrás para me matar, que você descobre quem você é, para aparecer nessas noites e estar disposto a morrer. Você tem muito tempo para pensar quando tem tantos ferimentos e tantos altos e baixos na carreira. Esse foi realmente o maior presente”, concluiu.

Atualmente com 36 anos, Dominick Cruz possui um cartel de 24 vitórias e apenas três derrotas no MMA profissional. O ex-campeão atualmente ocupa a sétima posição no ranking peso-galo do UFC e vem embalado por dois triunfos consecutivos na organização – além do resultado positivo diante de Pedro Munhoz, venceu Casey Kenney no UFC 259, realizado em março.

Para conferir mais notícias de Dominick Cruz no UFC, clique aqui
Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade