Elismar Carrasco busca vaga no Contender Series e garante: ‘Ninguém vai apagar meu sonho’

Publicidade

Elismar Lima da Silva ou simplesmente “Carrasco”, como é conhecido no cenário nacional das artes marciais, vive uma fase única na sua carreira. Aos 32 anos de idade e invicto há seis combates, o atleta natural de Goiânia (GO) conquistou, no último mês de outubro, um cinturão de respeito, quando se consagrou como primeiro campeão peso-pena da história do Future MMA.

Ao falar sobre o grande momento, Elismar valorizou sua dedicação e os treinos na Junão Fighters. “Treino pesado diariamente, treino para ser o melhor de mim, quero sempre me aperfeiçoar para chegar e mostrar que sou capaz de vencer. Enquanto muitos acham que estão preparados e descansando, eu estou treinando dia e noite, pois assim vou passar por cima de todos, com muito respeito, é claro”.

Com passagem por alguns dos maiores eventos do país como SFT, o próprio Future MMA e o Jungle Fight, o atleta ainda acumula uma rápida participação no WWFC, evento ucraniano no qual bateu Khasan Askhabov, uma das principais revelações do MMA no leste europeu. Com um cartel de 23 vitórias e sete derrotas, Carrasco descartou o título de imbatível, apesar dos números recentes.

“Ninguém é imbatível, mas a minha experiência aliada a técnica com certeza me faz um atleta duro e complicado de se vencer. Sou bem completo, sempre dou bastante trabalho aos meus oponentes”, declarou.

Para faturar o título do Future MMA, Elismar Carrasco venceu Rafael Coxinha, tido como uma promessa do MMA brasileiro, em outubro. No currículo, o goiano ainda tem triunfos sobre nomes como Guilherme Faria, Antonio “Buiu”, Robson “Punk” e Melquizael Costa. Em busca de uma vaga em uma grande organização internacional, Carrasco agora vislumbra uma oportunidade no Contender Series, reality show apresentado por Dana White – presidente do UFC – que ajuda a revelar novos talentos para a franquia.

“Sem dúvida é um sonho e dos grandes, só espero uma oportunidade para mostrar ao mundo quem é o Carrasco Lima. Abri mão de muitas coisas na minha vida, treino duro constantemente esperando esse dia chegar e ninguém vai apagar meu sonho”, finalizou o brasileiro, que ainda concilia os treinos nas artes marciais com o trabalho como lombador em um frigorífico na capital goiana.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade