Cris adota mistério sobre futuro e rebate Dana: ‘Ele não conhece a vida de lutador’

Publicidade

Por Mateus Machado

Após ser derrotada por Amanda Nunes em sua última luta, em dezembro, quando sofreu o nocaute ainda no primeiro round e perdeu o cinturão peso-pena do Ultimate, Cris Cyborg tem um importante compromisso no próximo sábado (27). Cyborg terá Felicia Spencer pela frente no co-main event do UFC 240, que será realizado em Edmonton, no Canadá.

O combate marcará a última luta do atual contrato da brasileira com a organização. Até o momento, a ex-campeã não entrou em um acordo a respeito de uma possível renovação, o que vem gerando boatos sobre uma ida para outra franquia ou até mesmo outra modalidade, já que Cris citou a possibilidade de migrar para o Boxe ou Pro-Wrestling.

Na última terça-feira (23), em conversa com a imprensa por vídeo, Cyborg adotou um tom misterioso ao ser questionada sobre o futuro da sua carreira. A lutadora esclareceu que está focada em Spencer e, só após o combate, irá falar sobre seus próximos passos.

“Na verdade, eu estou focada exatamente nessa luta de sábado e, com certeza, após essa luta (contra a Felicia Spencer), eu vou poder esclarecer o meu futuro, inclusive a respeito das minhas próximas adversárias”, disse a experiente Cris, hoje aos 34 anos de idade.

A curitibana também vem sendo constantemente questionada sobre uma possível revanche contra Amanda Nunes. O presidente do UFC, Dana White, causou polêmica ao afirmar que Cris estaria com “medo” de perder novamente para a baiana. Em resposta às declarações do mandatário – com quem já se “estranhou” -, Cyborg agiu com naturalidade e rebateu dizendo que Dana “nunca entrou no cage” e que não conhece “a vida de um lutador.

“Você acha que eu fico surpresa quando o Dana diz coisas assim? Eu não estou. Eu ficaria surpresa se Dana White dissesse algo legal sobre mim. Não é novidade pra mim. Dana White nunca entrou no cage. Ele nunca lutou antes, ele não conhece a vida de lutador porque ele é promotor”, respondeu a brasileira, em declaração dada ao site “TMZ Sports”.


Confira outros trechos da entrevista com Cris Cyborg:

-Divisão peso pena do Ultimate

Acho que, na verdade, esse é o trabalho do UFC: investir na categoria (peso pena) para que ela cresça cada vez mais e dê mais chances para as atletas lutarem, novos nomes.

-Derrota para Amanda Nunes

Na verdade, todas as vezes que vou lutar, me preparo muito bem e sempre deixo nas mãos de Deus, sempre oro antes de lutar e deixo nas mãos Dele. Aquela noite eu não saí com a vitória, mas acredito que Deus tenha me usado para poder abençoar a Amanda e dar essa oportunidade para ela de ser campeã dupla. Eu não guardo nada da luta passada, o passado ficou para trás. Agora é focar na luta de sábado, na Felicia Spencer.

-Futuro no mundo das lutas

Desde pequena, eu sempre fui atleta e sempre gostei de competir. Eu acho que esse é um trabalho que você precisa estar fazendo para saber o momento que não vai lutar mais. Eu ainda tenho a mentalidade de querer lutar e não tenho nenhuma lesão séria e nada que me impeça de continuar lutando. Eu ainda me vejo pelo menos uns cinco anos lutando.

-Amanda ‘maior de todos os tempos’

Em diversos momentos da minha carreira, eu nunca me elogiei, sempre deixei para os meus fãs fazerem isso. Acho que é melhor perguntar para ela (Amanda). Cada atleta tem sua característica, não sei se ela gosta de se promover dessa forma, pode ser o jeito dela. Mas sempre deixei isso para os meus fãs. A voz do povo é a voz de Deus, é a lei.

-Duelo contra Felicia Spencer

É uma luta de MMA. Eu sempre treinei tudo, seja em pé ou no chão. Vou sentir como vai ser a luta, ver o que vai acontecer durante o combate, e daí vejo o melhor a ser feito. O que posso falar é que fiz um trabalho muito bom com os meus treinadores na preparação.

CARD COMPLETO:

UFC 240
Edmonton, no Canadá
Sábado, 27 de julho de 2019

Card principal
Peso-pena: Max Holloway x Frankie Edgar
Peso-pena: Cris Cyborg x Felicia Spencer
Peso-meio-médio: Geoff Neal x Niko Price
Peso-leve: Olivier Aubin-Mercier x Arman Tsarukyan
Peso-médio: Marc-Andre Barriault x Krzysztof Jotko

Card preliminar
Peso-mosca: Alexis Davis x Viviane Araújo
Peso-pena: Hakeem Dawodu x Yoshinori Horie
Peso-pena: Gavin Tucker x Seung Woo Choi
Peso-mosca: Alexandre Pantoja x Deiveson Figueiredo
Peso-mosca: Sarah Frota x Gillian Robertson
Peso-leve: Erik Koch x Kyle Stewart
Peso-pesado: Giácomo Lemos x Tanner Boser

Publicidade

Notícias relacionadas

2 COMENTÁRIOS

  1. Ela poderia lutar com a Gabi, embora sejam amigas, seria uma luta boa, pois ambas as atletas tem um bom peso, assim, a Cyborg não sofreria tanto para bater o peso.
    Não há como negar, a derrota dela para Amanda foi muito contundente, falar em revanche neste momento é até precipitado. Muitos atletas insistem em querer trazer a tona o histórico, mas MMA é atualidade.
    Torço por ela, que seja feliz no próximo passo, seja onde for.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade