Encontro de núcleos da FEBOP marca início de ano do BeachBoxing; luta envolvendo aluno de atleta do UFC é grande atração

Publicidade

Após um 2019 repleto de grandes eventos e combates de alto nível, o BeachBoxing iniciará o ano de 2020 disposto a fazer ainda mais para consolidar o esporte no Rio de Janeiro, assim como em outras partes do país. No próximo domingo (19), no Posto 2 da Praia da Barra da Tijuca, acontecerá o encontro de núcleos da FEBOP, reunindo combates que terão início a partir das 10h.

“Trata-se do primeiro encontro da FEBOP em 2020, um encontro de núcleos para estreantes. O nosso embaixador, Johnny Eduardo, está trazendo um atleta da Inglaterra para lutar em nosso evento, estrear no BeachBoxing. Isso é muito importante para a gente, ficamos muito felizes. O pessoal da Inglaterra já está querendo contar com o nosso esporte por lá e o Johnny estará presente em nosso evento de domingo. Serão 12 lutas no card e começaremos o ano com o pé direito, queremos agitar as praias do Rio de Janeiro e do Brasil, a expectativa é muito boa para este ano. O esporte está crescendo e temos que valorizar os atletas que vêm de fora para lutar em nosso evento. É importante também ressaltar o nosso diretor de arbitragem, Eduardo de Pádua, o Dudu, que está casando as lutas deste domingo. Agradeço também ao Johnny, assim como nossos embaixadores e apoiadores”, disse Moacyr Lima, presidente da FEBOP-RJ.

Atleta do Ultimate e embaixador do Beachboxing, Johnny Eduardo possui um projeto na Inglaterra e, desta forma, passou a treinar alguns atletas. Um deles foi Phil “Dig”, com quem criou proximidade e o trouxe para o Brasil, mais precisamente ao Rio de Janeiro, para treinos na renomada equipe Nova União. Vendo a habilidade do lutador no Boxe, Johnny fez um convite ao inglês para ele lutar na edição do Beachboxing do próximo domingo, recebendo a resposta positiva do atleta imediatamente para o combate.

“Eu tenho uma parceria na Inglaterra, onde tenho uma equipe que dou aulas e consegui consolidar um trabalho que foi iniciado há um tempo. Nesse período que fiquei na Inglaterra, eu fiz alguns amigos e alunos também. Esse menino que eu trouxe para lutar é meu aluno e veio para ficar um período de férias aqui no Brasil, só que a gente que é lutador, nós nunca ficamos de férias, estamos sempre movimentando nosso corpo. Perguntei se ele queria lutar o evento do Beachboxing e ele ficou todo feliz, aceitou na hora. Vai lutar no domingo e espero que ele faça uma boa luta. Está preparado para ter uma grande atuação”, projetou.

Oriundo do Boxe, Phil “Dig” é de Liverpool, na Inglaterra, e possui grandes habilidades na luta em pé, principalmente da média para a curta distância. Desta forma, o lutador não hesitou ao ser convidado para lutar na edição do Beachboxing. Com sonho de lutar no MMA profissional, o inglês falou um pouco sobre sua trajetória no mundo das lutas e o sonho de fazer sucesso nas artes marciais mistas.

“Eu treinava na Inglaterra e foi dessa forma que conheci o Johnny Eduardo. Ele me convidou para ir ao Brasil, porque eu tenho vontade de competir no MMA e ele me ensinou diversas técnicas diferentes. O Johnny me concedeu essa oportunidade de lutar no Beachboxing e eu aceitei, disse que poderíamos ir em frente e vai ser uma grande honra para mim, trata-se de um grande evento. Mas certamente, no futuro, espero estar no MMA. Não competi ainda no MMA, pois venho do Boxe e ainda estou me adaptando ao MMA, já que é um esporte completamente diferente, mesmo com o Boxe envolvido. Mas eu sinto que estou me adaptando bem e melhorando a cada treinamento, eu sinto que o meu esporte é lutar, porque é o que eu gosto de fazer. Sempre treinei desde novo, já que o meu pai me incentivou para o esporte e também a me tornar capaz de tomar conta de mim mesmo, já que eu sou de Liverpool, que é uma cidade difícil para crescer, e você precisa ser capaz de tomar conta de si mesmo. Tive boas lutas de Boxe ainda jovem, mas eu também tinha o hábito de treinar MMA e competir em eventos de Ju-Jitsu. Eu costumava treinar MMA quando jovem, mas nunca competi de fato no esporte. À medida que dava mais atenção para o Boxe, mais eu ia crescendo e ficando interessado com o MMA. Meu sonho é, obviamente, me forçar a chegar ao meu melhor potencial e ver até onde posso ir. Não estou aqui para dizer que serei o campeão mundial ou o melhor do mundo, mas estou aqui para ir para cima e dar 100% toda vez que eu treinar ou competir para tentar mudar a minha vida e fazer a minha família e todos ao meu redor orgulhosos de mim, isso sim”, contou Phil.

Combates do encontro de núcleos da FEBOP:

Categoria meio-médio ligeiro: Vitor Hugo x Murilo de Almeida
Categoria médio ligeiro: Breno Marinho x Wallace Oliveira
Categoria médio-pesado: Thierry Lucas x Yogriton Machado
Categoria médio: Emerson Luis x Pedro William
Categoria pena: Lúcio César x Higienópolis de Sá
Categoria meio-pesado: Daiane Vidal x Maria Fernanda Gurgel
Categoria meio-médio ligeiro: Phil “Dig” x Lucas
Categoria meio-médio ligeiro: Aline Costa x Tatyane Bonfim
Categoria médio ligeiro: Peterson Douglas x Matheus Hazn
Categoria superleve: Rodrigo Ferreira x Luan Torim
Categoria médio ligeiro: Rodrigo Cardoso x Patrick da Silva
Categoria meio-médio ligeiro: Dione Soares x Gabriel Rangel
Categoria médio ligeiro: Henrique Pereira x Sandro China

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade