Erberth Santos é retirado de estabelecimento por policiais

Erberth Santos estava em uma festa na Praia Brava, em Itajaí, Santa Catarina, quando foi abordado por dois policiais militares armados, que exigiram a saída do lutador do local

Publicidade

Campeão mundial de Jiu-Jitsu em 2017 e um dos grandes nomes do esporte na atualidade, Erberth Santos viveu um momento delicado na noite de segunda-feira (21). O faixa-preta estava em um estabelecimento na Praia Brava, em Itajaí (SC), quando foi abordado por dois policiais militares armados, que exigiram a saída do lutador do local. O motivo não foi esclarecido.

Erberth Santos gravou um vídeo e compartilhou nas redes sociais. O lutador escreveu a frase no Facebook, como legenda: “E se eu tivesse errado teria sido pior”. Do lado de fora do estabelecimento, o lutador e o policial ficaram discutindo. Erberth disse que estava esperando os amigos que estavam com a chave do carro dele e indagou o PM: “Por que está fazendo isso?”

O Policial Militar respondeu: “Se não gostou, pega a filmagem e leva na corregedoria”. Erbert, em seguida, retrucou: “Sem farda, você não é homem comigo, não”. Ao Canal do Marinho, o campeão mundial declarou que foi um gesto racista dos agentes policiais catarinense.

Confira abaixo:

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img