Especialista em marketing digital, Rodrigo de Vasconcellos lista dicas para lutadores crescerem nas redes sociais

Publicidade

Os cages e ringues ficaram pequenos. No atual momento do MMA, o lutador precisa mais do que vencer de forma contundente; ele precisa também convencer os fãs a quererem assisti-lo, garantindo, assim, a popularidade necessária para estar nos melhores eventos, cards e chegar às disputas de títulos mais rápido.

Mas como se fazer popular antes de chegar às grandes vitrines? Especialista em marketing digital, o carioca Rodrigo de Vasconcellos, que largou a profissão de motorista de aplicativos para alimentar uma legião de seguidores nas redes sociais, deu algumas dicas para aqueles que precisam fortalecer as suas mídias.

“O principal para conseguir crescer nas redes sociais hoje em dia é se conectar com o público. Porém, para se conectar com o público, é preciso entender qual é o seu público e do que ele gosta. Sabendo disso, basta produzir conteúdo baseado no gosto do público, estar sempre ativo nos stories – em pelo menos 4 horários diferentes do dia, se possível -, fazer lives e ‘collabs’ com outras pessoas da mesma área. Seguindo esses pontos, conseguir atingir o sucesso nas mídias sociais é inevitável”, destacou Vasconcellos.

Hoje, no UFC, existem dois exemplos de personagens que ainda são contestados como lutadores, mas que caminham a passos largos para receberem as melhores bolsas e chances em suas divisões: o norte-americano Sean O’Malley, que possui quase 2 milhões de seguidores no Instagram; e o inglês Paddy Pimblett, com mais de meio milhão na mesma mídia. Embora ainda não tenham enfrentado os melhores de suas categorias, os dois já caíram na graça do maior evento de MMA do mundo devido à popularidade nas redes.

“O que funciona é o conjunto de tudo: feed bem organizado, destaques legais, uma biografia atraente, stories regulares postados ao longo dia, acompanhado de tráfego pago. A receita é trabalhosa, mas ao mesmo tempo é simples, basta se dedicar”, disse o influenciador digital, que hoje soma mais de 100 mil seguidores.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade