Ex-UFC é preso por agressão a segurança e conduta obscena

Atleta com longa passagem no UFC, Anthony Rocco Martin foi preso no último sábado, em Las Vegas (EUA), sob acusação de agressão e conduta obscena

Publicidade

Mais um caso de ex-lutador do UFC preso. Dessa vez, o caso aconteceu em Las Vegas (EUA), no último final de semana, quando o atleta Anthony Rocco Martin foi preso sob acusação de agressão e conduta obscena/dissoluta em público. De acordo com a polícia local, o americano teria, supostamente, socado um segurança na garganta depois de ter sido abordado por ter urinado no corredor do cassino “Caesars Palace”. A informação foi divulgada primeiramente pelo site MMA Fighting, que teve acesso ao boletim de ocorrência.

De acordo com mais informações, os seguranças do local confrontaram o lutador no último sábado (20), por volta de 0h45 (horário local) após um indivíduo acusar Martin de ter urinado em um dos corredores do cassino. Os seguranças, então, pediram que o atleta saísse do local, o que foi recusado por ele. A polícia, vale ressaltar, foi acionada por volta de 1h30. Além disso, Anthony também não quis mostrar sua identificação e teria ficado “muito irritado” com a abordagem. Diante disso, o americano novamente recebeu pedido para deixar o cassino pelo gerente de segurança, Nathan Wilson, mas seguiu sendo desrespeitado pelo lutador.

O gerente, então, teria levantado a mão no sentido de pedir para o lutador “recuar”, e por conta disso, o ex-UFC, supostamente, teria acertado um soco na garganta de Wilson. A polícia chegou ao cassino e imobilizaram Anthony Martin após revisão das imagens das câmeras de segurança. No boletim de ocorrência, consta que o atleta teria “negado ter feito algo de errado e que disse ter sido vítima de preconceito racial e preso por engano”. O “BO” ainda traz a informação de que o lutador americano parecia estar sob efeito de álcool ou de uma “substância controlada”.

Anthony Martin acabou sendo liberado da prisão ainda no sábado, mas precisará comparecer em uma audiência na Corte de Justiça, marcada para o dia 19 de janeiro, em Las Vegas. Atualmente com 30 anos, o lutador possui um cartel de 17 vitórias e seis derrotas no MMA profissional e fez sua última luta em junho de 2020, sendo derrotado por Neil Magny na decisão unânime. O atleta esteve no plantel do Ultimate entre os anos de 2014 e 2020, e não teve seu contrato renovado após o fim do vínculo, no ano passado.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img