Exército chinês recruta lutadores de MMA para reforçar fronteira com a Índia após conflitos; confira

Publicidade

A China convocou lutadores de MMA para reforçar suas tropas na fronteira com a Índia, em uma região do Himalaia que está sob disputa dos dois países asiáticos. Os lutadores – acredite se quiser – se apresentaram no último dia 15, segundo informações publicadas pelo jornal oficial do exército chinês, o “China National Defense News”.

A publicação, no entanto, não confirmou se o recrutamento tem relação com os recentes conflitos com o país vizinho. Wang Haijiang, comandante da zona militar regional, comentou a decisão do exército chinês, que segundo ele, “vai melhorar muito a organização e a força de mobilização local”.

No último mês de junho, aconteceu um combate, corpo a corpo, entre membros dos exércitos chinês e indiano em Ladakh, que é um vale que fica a cerca de 4 mil metros de altitude. Há registro de 20 soldados da Índia mortos, mas não existem números exatos sobre os combatentes da China que perderam a vida.

Essa batalha na fronteira do Himalaia por disputa territorial, vale lembrar, teve início no longíquo 1962.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade