Fabrício Werdum relembra das ‘batalhas’ contra o UFC por questões financeiras e destaca: ‘Falei besteira’

Ex-campeão do UFC, Fabrício Werdum relembrou em seu podcast, o "Nem me viu", um momento nada agradável que viveu durante sua passagem pela organização

Fabrício Werdum relembra das ‘batalhas’ contra o UFC por questões financeiras e destaca: ‘Falei besteira’

Fabrício Werdum revelou que por detalhes não enfrentou o Nick Rodriguez (Foto: Reprodução)

O ex-campeão peso-pesado do UFC, Fabrício Werdum, relembrou em seu podcast, o “Nem me viu“, um momento nada agradável que viveu durante sua passagem pela organização presidida por Dana White. O “Vai Cavalo” contou o episódio em que se “revoltou” contra o Ultimate, no período em que a empresa “Reebok” passou a fornecer uniformes para os lutadores, no qual o brasileiro teve uma queda brusca de rendimento com seus patrocinadores, fato esse que culminou em um protesto que, hoje, se diz arrependido de ter feito.

“Contra o evento não é legal, eu já passei por isso. Falei besteira e me arrependi. Foi algo que aconteceu, não se deve ir contra a empresa. Quando a Reebok entrou como patrocinador oficial do UFC, eu passei de US$ 200 mil dólares de patrocínio para US$ 10 mil, e eu, meio em tom de protesto com tom de brincadeira, tirei o símbolo da empresa e coloquei o da Nike. Fiz uma campanha e tudo mais. No fim, eu era o comentarista do UFC nas transmissões em espanhol e acabei sendo afastado por quatro anos”, declarou Werdum.

Com quase 46 anos, Fabrício Werdum possui 24 triunfos, nove reveses, um empate e um “No Contest” (luta sem resultado), justamente em sua última luta, contra Renan “Problema”. O “Vai Cavalo” venceu pela última vez em 2020, quando finalizou Alexander Gustafsson. O gaúcho voltará a competir nas artes marciais no dia 8 de setembro, dessa vez no MMA sem Luvas, diante do compatriota Júnior Cigano, pelo evento “Gamebred Bareknuckle MMA“, organizado pelo ex-lutador do UFC, Jorge Masvidal.

Saiba mais sobre Fabrício Werdum, aqui