Faixa-preta de Jiu-Jitsu, ‘Dr. Porrada’ fala sobre importância da medicina esportiva para atletas

Publicidade

Nas áreas de aquecimento, é corriqueiro ouvir “aquele ali é o Dr. Porrada”, quando se referem ao casca-grossa Antônio Assef – faixa-preta de Jiu-Jitsu e médico especialista em medicina esportiva – nos principais torneios da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ) no Brasil. O reconhecimento vem através dos serviços prestados por Assef para atletas de rendimento e a sociedade, de modo geral, já que ele foi um dos primeiros médicos a ficar na linha de frente no combate à pandemia de Covid-19, em março de 2020.

“Foi tudo muito rápido. Eu estava atendendo só no meu consultório, mas teve muito chamado para médicos atuarem de forma voluntária na linha de frente para combater a Covid-19, e eu acabei aceitando esse desafio de estar no CTI de Covid. Eu ajudei diversos pacientes a passar por essa doença e fiz a minha parte para essa coisa toda acabar e a nova vida voltar ao normal o quanto antes”, lembrou Assef.

O médico e competidor comentou como o Jiu-Jitsu ajudou a blindar sua mente ao encarar o desafio da pandemia no Ronaldo Gazolla, hospital referência no combate à Covid-19, localizado no Rio de Janeiro.

“O Jiu-Jitsu me ajudou a ter uma mente forte, foco e determinação por conta dos treinos e das competições. Isso me ajudou a ficar mais forte interiormente, enquanto estava atendendo os pacientes. Foi como lutar em uma competição grande, e eu tinha que vencer, mas não era uma vitória de ter o braço erguido, eu venci ajudando a salvar vidas. Salvar pessoas! Foi bem complicado no início e, por não conhecer a doença direito, acabei pegando o vírus. Eu me recuperei e logo voltei para ajudar as pessoas novamente. A experiência que tive, por ter pego o vírus, acabou me ajudando a lidar melhor com ele e, consequentemente, melhorar meu trabalho no combate à pandemia. Essa doença é muito perigosa! No início, foi uma rotina louca, de cinco a seis dias ininterruptos dentro do hospital, e estou nessa até hoje. Estou aqui para salvar vidas”, comentou Assef, formado em medicina pela Universidade Gama Filho, com especialização na área esportiva.

Em paralelo à sua rotina como médico, Antônio ainda compete em alto nível na elite da faixa-preta. Seus títulos mais recentes foram o Sul-Americano e Sul-Brasileiro com e sem quimono, além de uma vitória marcante sobre Erberth Santos – campeão mundial pela IBJJF em 2017 – na final da disputa de quimono.

“Essas conquistas me marcaram muito, especialmente o Sul-Brasileiro com quimono. Com quimono, eu ganhei do Erberth. Foi uma competição muito marcante para mim, porque ele é um cara de alto rendimento do Jiu-Jitsu. Eu lutava com ele constantemente e ele me ganhou uma três ou quatro vezes já… Eu queria muito ganhar dele, por ser um adversário direto. Vencer foi marcante para mim, dividiu muito o meu Jiu-Jitsu. A minha cabeça e confiança se elevaram”, destacou o atleta, que também é bicampeão brasileiro.

“Gosto muito de trabalhar com performance. Ver meus atletas lutando bem e com uma performance boa me deixa feliz. Eu tenho paixão pelo que eu faço. Eu lido diretamente com eles. Além do consultório, mantenho um elo para ver a evolução. É impossível definir o trabalho de um atleta em apenas uma consulta. Eu acabo assessorando cada um em questão de saúde, rendimento e, principalmente, o descanso. Até isso a gente coloca na planilha, porque alguns atletas não têm o hábito de descansar. Minha maior dificuldade hoje é controlar o treino dos meus atletas, para que eles não acabem se lesionando. O atleta de Jiu-Jitsu tem o costume de treinar muito, e isso pode ser prejudicial ao longo do tempo, principalmente se você vai disputar um campeonato grande. No último mês, dois atletas tiveram destaques, como é o caso do Pedro ‘Bombom’, que perdeu 23kg para lutar a Copa Podio, e o Pedro Lucas, que é peso-médio e foi campeão dos pesados. Pelo fato de eu ser atleta, também consigo ajudar em algumas ocasiões, como o lado mental”, finalizou.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade