Gane nocauteia Lewis e fatura cinturão interino dos pesados no UFC 265; Aldo derrota Munhoz

Publicidade

Perto de completar três anos de carreira no MMA profissional, Ciryl Gane teve uma ascensão meteórica na modalidade e na noite deste sábado (7), pelo UFC 265, em Houston (EUA), conquistou o cinturão interino dos pesados. O francês nocauteou Derrick Lewis no terceiro round. Já no co-main event entre brasileiros, José Aldo mostrou uma grande forma para derrotar o compatriota Pedro Munhoz por decisão unânime. O Brasil teve ainda no card principal a importante vitória de Vicente Luque por finalização sobre Michael Chiesa.

Nas lutas preliminares, Melissa Gatto estreou no UFC com vitória, enquanto Anderson Berinja machucou o joelho ainda no primeiro round, chegou a resistir até o último assalto, porém terminou nocauteado.

Gane nocauteia e conquista cinturão

Com um jogo estratégico nos dois primeiros rounds, Ciryl Gane foi cercando Derrick Lewis, aplicando lows kicks e golpes no corpo do oponente. O norte-americano, encurralado na grade, não respondia à altura e foi cansando na luta. Já no terceiro assalto, o francês – que estava visivelmente superior no combate – acelerou o ritmo, viu que o adversário estava entregue e colocou golpes até o árbitro Dan Miragliotta interromper.

Gane segue invicto na carreira com dez vitórias e agora, como campeão interino dos pesados, ganha o direito de enfrentar Francis Ngannou – que é o campeão linear da divisão e ainda não defendeu o título.

Aldo tem ótima atuação e vence Munhoz

O combate nos dois primeiros rounds foi marcado por uma trocação intensa. Enquanto Pedro Munhoz tinha um jogo mais ofensivo, indo para frente, José Aldo tinha uma postura de controlar a distância e colocar os golpes mais limpos – nos dez primeiros minutos, o ex-campeão teve 44% de ataques significativos.

Logo no início do terceiro round, Pedro usou o clinch na grade, mas não por muito tempo. Na trocação, Aldo ficou mais a vontade, colocou bons low kicks e foi administrando o combate. No fim, por decisão unânime, o “Campeão do Povo” venceu e chegou ao segundo triunfo seguido nos galos. Munhoz volta a ser derrotado.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ufc (@ufc)


Luque finaliza e fica perto do cinturão

A luta entre Vicente Luque e Michael Chiesa valia muito para os meio-médios, pensando no topo da categoria. O brasileiro tomou a iniciativa, foi controlando o centro do cage e, na primeira chance, jogou um golpe no adversário. Para fugir da trocação, o americano levou o combate para o chão, tentou pegar o braço, mas Luque raspou e encaixou um triângulo invertido para finalizar e garantir a vitória no primeiro round.

Essa é a quarta vitória seguida de Vicente Luque nos meio-médios e se coloca de vez como candidato a disputar o cinturão. Já “Maverick” tem a sequência interrompida de quatro triunfos na divisão até 77kg.


Berinja se lesiona e é nocauteado

No primeiro round, Miles Johns se mostrou com uma estratégia melhor e passou a usar como principal arma os low kicks que castigaram a perna de Anderson Berinja. O brasileiro ficou com dificuldades para colocar a perna de apoio e se movimentar. Com coração de guerreiro, o paulista seguiu na disputa até meados do terceiro round, quando acabou sofrendo o nocaute para o americano – que encaixou um cruzado de direita.

Johns chega a segundo vitória seguida no peso-galo UFC e começa a embalar na categoria, enquanto o brasileiro fica em situação difícil com três derrotas em quatro apresentações dentro da organização.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ufc (@ufc)

Melissa Gatto estreia com vitória

Sem lutar desde setembro de 2018, Melissa Gatto estreou no UFC com uma boa performance e vitória sobre Victoria Leonardo. A brasileira dominou o combate na luta agarrada, teve bons momentos também na trocação. No segundo assalto, ao tentar aplicar uma chave de kimura, o braço da americana quebrou. No intervalo do entre os assaltos, a “Fury” foi impedida de retornar e o triunfo ficou com a paulista nos moscas.


Lutas intensas, nocautes e finalizações

O evento como um todo em Houston foi agitado. Manel Kape foi responsável por um plástico nocaute, ao acertar uma joelhada voadora em Ode Osbourne. Já Jessica Penne atropelou Karolina Kowalkiewicz e finalizou com uma chave de braço. Johnny Muñoz também usou o Jiu-Jitsu, mas venceu Jamey Simmons com um mata-leão.  Dois combates duraram 15 minutos e agitaram o público: no card principal, Tecia Torres levou a melhor sobre Angela Hill após uma “guerra”. Já nas preliminares, Rafael Fiziev derrotou Bobby Green.

CONFIRA OS RESULTADOS:

UFC 265
Houston, no Texas (EUA)
Sábado, 7 de agosto de 2021

Card principal
Ciryl Gane derrotou Derrick Lewis por nocaute técnico no 3R
José Aldo derrotou Pedro Munhoz por decisão unânime dos jurados
Vicente Luque finalizou Michael Chiesa com um triângulo invertido no 1R
Tecia Torres derrotou Angela Hill por decisão unânime dos jurados
Song Yadong derrotou Casey Kenney por decisão dividida dos jurados

Card preliminar
Rafael Fiziev derrotou Bobby Green por decisão unânime dos jurados
Alonzo Menifield derrotou Ed Herman por decisão unânime dos jurados
Vince Morales derrotou Drako Rodriguez por decisão unânime dos jurados
Jessica Penne finalizou Karolina Kowalkiewicz com uma chave de braço no 1R
Manel Kape derrotou Ode Osbourne por nocaute no 1R
Miles Johns derrotou Anderson Berinja por nocaute técnico no 3R
Melissa Gatto derrotou Victoria Leonardo por nocaute técnico (interrupção médica) 2R
Johnny Muñoz finalizou Jamey Simmons com um mata-leão no 2R

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img