Mousasi chama o Bellator de ‘família’ e ataca o tratamento do UFC: ‘É frustrante’

Publicidade

Após surpreender o mundo do MMA ao trocar o Ultimate pelo Bellator, Gegard Mousasi fará sua primeira luta pela nova casa na próxima sexta-feira (20). O adversário será o casca-grossa Alexander Shlemenko. Contudo, durante entrevista ao MMA Junkie, o peso-médio voltou a criticar a postura do UFC com relação aos atletas.

“(No UFC) É mais sobre o nome do lutador e quem eles podem construir uma estrela e menos quem é o melhor lutador. Isso é um problema. Dão aos atletas as lutas adequadas para eles (Ultimate), para que possam continuar faturado. Provavelmente, vão fazer McGregor x Diaz 3, mas por quê? Porque o Conor tem uma boa chance de sair com a vitória. Não vão fazer uma luta contra o Khabib ou o Tony, porque é ruim para a promoção. Você sente isso, como lutador. Não estou inventando. É frustrante”, contou o lutador, afirmando que o ambiente no Bellator é mais “familiar”.

“A vida está mais fácil. Consegui trazer amigos para o Bellator, o tratamento que estou recebendo é excelente e sinto que há espaço para o Bellator crescer, não só comigo, mas também como organização também. Eu era um peixe pequeno no UFC e, agora, sou um peixe grande. Há uma conexão que não tinha com o UFC. Lá, era como uma fábrica. Aqui, é mais como parte da família”, encerrou.

Publicidade

Notícias relacionadas

8 COMENTÁRIOS

  1. Falou tudo, o ufCirco virou palhaçada, panelinha, e dinheiro é o que vale, e não o espetáculo em si, não sou contra promover, nem contra faturar, mas sou contra as muitas injustiças que o Granna Branco e sua corja cometem, eu, pessoalmente não assisto mais o ufc. Me informo, leio sobre, mas não pago mais assinatura!

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade