Gracie Barra vence Unity na decisão do Subversiv 3 e fica com título; Mason Fowler volta a finalizar Craig Jones no SUG 17

Publicidade

O Subversiv 3 reuniu, na última sexta-feira (28), em Dallas, no Texas (EUA), diversas equipes importantes do cenário do Jiu-Jitsu para uma competição entre elas. Os times se enfrentaram em melhor de três até a final, com disputas masculinas e femininas. A grande campeã do evento foi a Gracie Barra, que superou a Unity na decisão. Já o terceiro lugar ficou com a Alliance Gold – formada por Fellipe Andrew, Jena Bishop e Sam Snow.

A estreia do time da Gracie Barra começou no Grupo D, contra a SAS. Carlos Souza, Fellipe Trovo e Kendall Reusing venceram Andrew Kochel, Daniel McGuire e Allison Linder, respectivamente, por 3 a 0. A equipe avançou para as quartas de final e, de novo, “goleou”, desta vez contra a Team No Sleep. O trio da GB derrotou Brittney Elkin, John Combs e Seth Daniels – sendo todas as três vitórias por finalização.

Na semifinal, a Checkmat saiu na frente com Gabriel Almeida vencendo Trovo por decisão. Na sequência, Kendall empatou ao superar Nathalie Ribeiro. No desempate, Carlos Souza finalizou Sam Nagai e garantiu o time na finalíssima. Na disputa pelo primeiro lugar, um novo 2 a 1. Depois de sair perdendo com Levi Jones marcando 1 a 0 para a Unity contra Carlos Souza, Trovo colocou 1 a 1 no placar ao finalizar Devhonte Johnson, enquanto Kendall, com um triângulo, finalizou Chloe McNally e garantiu o ouro da Gracie Barra.

Fowler volta a vencer Jones no SUG

Mason Fowler ganhou projeção no cenário internacional das competições de grappling ao finalizar Craig Jones no Submission Underground 16, no último mês de julho. O americano faturou o título e interrompeu uma série de cinco vitórias seguidas do então campeão na franquia liderada por Chael Sonnen. Na noite de domingo (30), pelo SUG 17, os dois se reencontraram para uma revanche, em Portland (EUA). E de novo, Fowler saiu com a vitória por finalização na prorrogação – “body triangle” -, mantendo o título da franquia.

No co-main event, a sensação Roberto Jimenez finalizou Jesse Taylor com uma chave de braço. No tempo extra, Ethan Crelinstein pegou PJ Barch com um mata-leão. Por fim, atleta do UFC e com luta marcada diante da brasileira Poliana Botelho, a canadense Gillian Robertson foi finalizada por Amanda Loewen.

https://www.instagram.com/p/CEiotJiHYhD/

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img