Insatisfeito, Glover Teixeira revela ‘torcida’ por Blachowicz em disputa de cinturão no UFC 259: ‘Se o Adesanya ganhar, vai ser aquela me***’

Publicidade

Com 41 anos completados no último ano, Glover Teixeira vive uma das suas melhores fases desde que chegou ao UFC, em 2012. O mineiro esperava, no entanto, receber o title shot na categoria dos meio-pesados após engatar uma série de cinco vitórias seguidas – sendo três finalizações e um nocaute. Mas o Ultimate optou por escolher Israel Adesanya, campeão dos médios, como primeiro desafiante de Jan Blachowicz.

Em entrevista ao Ag.Fight, Glover mostrou uma certa insatisfação com a decisão da companhia de não dar sequência ao ranking dos meio-pesados – tendo em vista que o mineiro aparece na primeira posição. No mais, o lutador disse que vai conversar com seu empresário sobre os próximos passos e até a possibilidade de ser um reserva para o confronto que vai acontecer no dia 6 de março, pelo UFC 259. O brasileiro aposta que o melhor para a divisão seja a vitória do polonês, enquanto o nigeriano pode travar as classes de peso.

“Ainda não conversei com o Joinha (Jorge Guimarães, que é empresário do lutador). Vamos nos encontrar e ver qual vai ser o plano. Eles falaram que talvez eu pudesse ficar de reserva para essa luta. Mas não fico pensando nisso. O Blachowicz vencendo eu lutaria com ele mais fácil. Se o Adesanya ganhar vai ser aquela me***. Não sei o que vai acontecer. Qual o cinturão que ele vai defender? É muito complicado”, apontou.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade