Instituto do UFC revela mapa das lesões e qual é a finalização mais usada; saiba

Publicidade

O Instituto de Pesquisa do UFC divulgou na segunda-feira (18) um estudo recheado de dados sobre as lesões e informações das lutas. Segundo o trabalho científico, 70% das lesões dos lutadores durante o camp acontecem no joelho, ombro, pulso e mão. Já as finalizações mais usadas para encerrar os confrontos são o mata-leão e a guilhotina.

O material fornecido pelo Instituto do UFC, com sede em Las Vegas (EUA), registra dados desde maio de 2017, quando foi criado. Além disso, o órgão analisou quase quatro mil lutas do Ultimate desde 2002 e foi verificado que o tempo médio de luta aumentou 32%.

Confira abaixo algumas informações apontadas pelo relatório:

Análise das lutas

– Em 16 anos, a duração da luta aumentou em 32,2%, com uma média de 10m43s cada;
– Os pesos-pesados têm a menor duração média de luta (8m2s), enquanto o peso-palha tem a maior média (13m35s);
 60,1% das lutas de pesados terminam por nocaute/nocaute técnico, enquanto 60,3% das lutas do peso-mosca terminam por decisão dos jurados;
– O peso-médio é a categoria em que as lutas mais terminam de modo diferente: 38,2% por nocaute/nocaute técnico, 22,9% via finalização e 38,9% decisão;
 O mata-leão é a finalização mais comum, seguida da guilhotina;
 As categorias peso-mosca e peso-palha feminino são as que têm o maior número de socos por minuto entre todas no Ultimate.

Análise das lesões

 Técnicas em pé têm o maior risco de lesão por frequência, 36,5% de todos os tipos;
 Quedas e grappling têm o maior número de lesões graves em termos de duração da lesão (112 e 129 dias, respectivamente);
 As cinco lesões mais comuns em lutas são na cabeça/face (77,8%), pulso e mão (19,5%), joelho (15,6%), pé (10,7%) e ombro (9,7%);
 As cinco lesões mais comuns em treino são joelho (37%), ombro (18,5%), pulso e mão (14,8%), pescoço (7,4%) e antebraço (7,4%).

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade