Jackson Sousa é apontado inocente em investigação sobre assédio sexual

Acusado de assédio sexual por diversas mulheres na Inglaterra, Jackson Sousa foi declarado inocente após uma investigação particular realizada

Publicidade

Acusado de assédio sexual por algumas mulheres, incluindo a também lutadora Samantha Cook, Jackson Sousa foi declarado inocente em uma investigação na Inglaterra. O Comitê Independente – vinculado a Checkmat Hammersmaith e ao Safeguarding (ato de proteger criança e adulto vulneráveis) – não encontrou provas e classificou como “falsas” e “sem méritos” as acusações feitas através de postagem nas redes sociais. Os registros foram feitos entre agosto e setembro.

Em comunicado enviado à TATAME, o advogado de Jackson relatou: “O Sr. Sousa vai agora tentar limpar o seu nome perante todos os lugares onde foi suspenso, visto que o lutador pretende continuar a regressar ao topo da sua profissão”, disse Patel sobre o faixa-preta de Jiu-Jitsu.

Com as denúncias nas redes sociais, o lutador perdeu patrocínios e também foi retirado de eventos em que tinha lutas marcadas. Além disso, foi suspenso pela equipe CheckMat. Apesar da investigação apontar para a inocência, Jackson ainda segue afastado do time.

À TATAME, Leo Vieira, líder da CheckMat, comentou: “Eu tenho noção e consciência de tudo o que tem acontecido, dessa investigação que aconteceu. Acho que dentro da situação, ele precisa provar a inocência. Agora, a equipe tem a sua carta de valores e responsabilidade social, com atletas e professores. Então, a situação do Jackson está sendo acompanhada de perto”.

A TATAME procurou a faixa-preta Samantha Cook, mas não conseguiu estabelecer contato. A reportagem segue à disposição, caso a britânica queira falar sobre o assunto.

Confira o comunicado na íntegra:

Jackson Sousa foi inocentado das acusações de má conduta perante um Comitê Independente de Revisão. Aconselhado e representado por Yasin Patel, o lutador condecorado foi “julgado pelas redes sociais” depois que acusações e alegações circularam e foram ao ar em várias plataformas de mídia social em todo o mundo, levando à perda de patrocinadores e lutas.

No entanto, perante uma Comissão Disciplinar em Londres, os investigadores chegaram à conclusão de que o Sr. Sousa não era culpado de qualquer delito após ter contestado as acusações contra si como falsas e sem mérito. Ao dar seu depoimento, ele prestou contas completas. O Sr. Sousa vai agora tentar limpar o seu nome perante todos os corpos onde foi suspenso, visto que o lutador pretende continuar a regressar ao topo da sua profissão”.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade