Jéssica Caroline destrincha vitória contra Duda no BJJBET e ‘crescente’ no Jiu-Jitsu nos últimos anos

Publicidade

Jéssica Caroline, aos 27 anos, começa a dar seus primeiros passos na elite do Jiu-Jitsu. Em agosto, a faixa-preta da Caio Terra Association (CTA) conquistou uma importante vitória pela segunda edição do BJJBET, realizada em São Paulo. Em uma das principais lutas da noite, Jéssica venceu Duda Tozoni por 6 a 4, sempre pontuando à frente da adversária. Vale ressaltar que a carioca foi chamada de última hora para o evento, pois a oponente inicial de Duda precisou deixar o combate. Caroline, em suas palavras, analisou o triunfo.

“O fator decisivo na luta foi eu ter ditado o ritmo do início ao fim. Eu sempre estava um passo à frente e, quando faltava um minuto para acabar o tempo, encaixei uma posição muito forte minha. Apliquei uma raspagem da guarda-x, conseguindo raspá-la para sair vencedora. Eu já vinha treinando muito forte para as competições, e como atleta, a gente tem que estar sempre preparada para qualquer desafio. Como havia derrotado ela no Gramado International Pro, fiquei bem confortável”, explicou Jéssica, faixa-preta há 2 anos.

A casca-grossa, que treina sob a tutela de Alessandro Nunes, seu professor e esposo, ainda revelou que ter sido mãe a deixou mais forte e confiante para lutar, mesmo vindo de boa fase desde 2018 e especialmente 2019, onde faturou o título mundial da International Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF) na faixa-marrom.

“Desde 2018 eu já venho em uma crescente, cheguei em todas as finais dos campeonatos que competi, ganhando praticamente todos. Ser mãe me fez ter mais responsabilidade, porque agora estar no lugar mais alto do pódio não é só por mim, é para a minha filha também. Minha força de vontade duplicou”, contou a brasileira, antes de falar sobre a importância de ter seu esposo e professor na mesma pessoa.

“Ele cobra muito dos atletas dele e não é diferente comigo. Acho que ele cobra muito mais de mim, por estarmos o tempo todo juntos (risos). Nós conversamos sobre tudo, temos uma sintonia muito boa como professor, atleta, marido e mulher. É por esse motivo que tudo vem dando certo conosco, somos parceiros”.

Praticante de Jiu-Jitsu há 10 anos, Jéssica Carolina é uma competidora tarimbada. Ela, inclusive, volta a lutar neste fim de semana, no Sul Americano da CBJJ, já de olho no Mundial da IBJJF e em lutas casadas.

“Estou correndo atrás de um patrocínio que me ajude nas despesas para poder lutar o Mundial, na Califórnia (EUA), e os eventos do circuito da AJP Tour. Estou sempre pronta para lutar em qualquer evento de lutas casadas, seja no BJJBET novamente, o Big Deal ou o BJJ Stars, todos seriam uma honra. Mas eu já volto a lutar neste fim de semana, no Campeonato Sul Americano, e estou muito animada com tudo”, encerrou a atleta.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade