Jon Jones e Adesanya metem a família no meio, e clima esquenta em discussão entre os lutadores

Publicidade

As provocações entre Israel Adesanya, atual campeão dos médios do UFC, e Jon Jones, ex-dono do cinturão dos meio-pesados, estão cada vez mais quentes. Logo após o UFC 253, realizado no último sábado (26), quando o nigeriano nocauteou Paulo Borrachinha, as trocas de farpas, que estão acontecendo há meses, ganharam um tom maior. O bate-boca, via Twitter, começou a envolver familiares dos dois lutadores nesta semana.

Após uma série de provocações – de ambos os lados -, Jones citou o pai de Adesanya, Oluwafemi, que foi fundamental na formação do peso-médio: “Estou curioso para ouvir o que seu pai vai lhe dizer, quando pergunta sobre lutar comigo. Eu me pergunto se seu pai acredita que você está pronto? Eugene (Bareman, treinador do nigeriano) definitivamente não (acredita que está pronto”, postou “Bones”.

A resposta de “The Last Stylebender” esquentou ainda mais a história. O campeão dos médios retrucou e ainda lembrou da mãe de Jones, Camille, que faleceu em 2017, após complicações da diabetes: “Meu pai já me disse como eu faço para vencer você. Acredite em mim, ele sabe. Sua mãe ficaria desapontada com quem você se tornou”, disparou Adesanya, afirmando que “Bones” não deveria citar familiares.

A tréplica de Jones veio em tom de ironia: “Sentado com dezenas de milhões de dólares (…) E um dos maiores artistas marciais da história. Claro que minha mãe está desapontada (risos). Por que você está bravo, irmão?”, escreveu Jones, que ainda relembrou alguns feitos de sua mãe: “Minha mãe era um ser humano incrível. Eu sei, com certeza, que o C.A.R.E. (Uma fundação de caridade fundada por Jones) a deixa mais orgulhosa do que qualquer coisa que eu tenha feito no UFC”, completou o norte-americano.

Jones vem tornando público o desejo de lutar na categoria dos pesados e abriu mão do título dos meio-pesados recentemente. O lutador renegocia um novo contrato com o UFC, em busca também de uma maior valorização financeira. A princípio, lutar contra Adesenya, que já deixou claro o desejo de encarar “Bones” na divisão até 93kg, não fazia parte dos planos. Mas, o americano, que alega o fato de “The Last Stlyebender” usar o seu nome para se promover, perguntou se o encontro estaria de pé e estipulou 2021 como a “data”.

“Estaremos pronto para 2021? Vai lutar comigo com qualquer peso que você disse certo? Estou esperando por você”, publicou Jones em uma série de tuítes, que teve a resposta de Adesanya: “Ouça, ainda é 2020. 2021 em breve. Você vai conseguir este trabalho”, rebateu o campeão, que está invicto no MMA profissional.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade