Jones explica empurrão em Gustafsson e diz: ‘Preciso lembrar do que sou capaz’

Publicidade

Jon Jones fez sua primeira aparição pública depois de muito tempo na última sexta-feira (2), em Nova York (EUA), quando participou da coletiva de imprensa do UFC 232, onde enfrentará Alexander Gustafsson pelo cinturão meio-pesado, no dia 29 de dezembro.

Os ânimos entre os dois rivais ficaram exaltados nas declarações durante a coletiva e depois da encarada, quando Jon empurrou o adversário sueco. Em entrevista à ESPN, o ex-campeão explicou o que aconteceu na hora e o que motivou tal atitude com Gustafsson.

“Eu não sei o que aconteceu, acho que só estávamos nos divertindo. Diria que eu iniciei, tentei ficar na frente dele, ele quis ficar na minha frente e eu pensei: ‘estamos em Nova York, vamos dar alegria para os fãs’, e o empurrei. Ele, depois, me perguntou se era tudo o que eu tinha nos bastidores”, explicou Jones, que já foi campeão meio-pesado duas vezes.

Afastado desde julho de 2017, quando nocauteou Daniel Cormier, mas na sequência foi pego no doping e perdeu o cinturão, Jones também falou sobre a importância do retorno, ressaltando que não precisa provar nada a ninguém, apenas lembrar um “detalhe” aos fãs.

“Não sinto que tenho nada a provar, só tenho que lembrar às pessoas o que eu sou no esporte e do que sou capaz”, declarou o americano, de 31 anos, que tem um cartel de 22 vitórias e apenas uma derrota no MMA profissional, por desqualificação após golpe ilegal.

Publicidade

Notícias relacionadas

1 COMENTÁRIO

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade