Emocionado, José Aldo é homenageado em cerimônia do Hall da Fama do UFC e faz discurso impactante; veja

Além de José Aldo, Anderson Silva também foi homenageado em cerimônia realizada na última quinta-feira (6); veja os detalhes

Emocionado, José Aldo é homenageado em cerimônia do Hall da Fama do UFC e faz discurso impactante; veja

Ex-campeão peso-pena, José Aldo foi imortalizado no Hall da Fama do UFC (Foto: Divulgação/UFC)

Ex-campeão peso-pena do UFC e um dos maiores nomes da história do MMA, José Aldo teve seu nome eternizado no Hall da Fama do Ultimate na última quinta-feira (6), em Las Vegas (EUA), durante a Semana Internacional da Luta, que se encerra neste sábado (8), com a realização do UFC 290. A cerimônia homenageou alguns nomes históricos da companhia presidida por Dana White e ficou marcada por momentos emocionantes.

Emocionado e chorando copiosamente, José Aldo entrou na cerimônia ao som da música “Run This Town”, do rapper Jay-Z, com participações de Rihanna e Kanye West. A canção, por muitos anos, embalou a entrada do brasileiro ao octógono do Ultimate. O “Campeão do Povo” foi recebido pelo seu treinador Dedé Pederneiras no palco, foi homenageado e fez um discurso emocionante.

“Eu estou muito feliz por entrar no Hall da Fama do UFC. Meu primeiro objetivo no MMA era comprar minha casa, mas Deus me deu muito mais além do que eu merecia. Minha jornada no MMA nunca foi fácil, cara… Eu dormia na academia da Nova União, passei fome, abdiquei de muitas coisas para seguir o sonho de ser campeão. Mas sempre soube que poderia ser campeão do UFC, e sempre fiz o que era preciso para ser (o campeão). Fiquei invicto no UFC por muito tempo, defendi meu cinturão sete vezes e me tornei o melhor peso-por-peso desse esporte, o maior campeão peso-pena do UFC.

Quero sempre agradecer a Deus e minha esposa Viviane. Pelo fato eu acho que ela abdicou da vida dela através de um sonho que eu tinha de ser campeão do UFC. Acho que ela tinha o sonho dela, mas ela fez o meu sonho ser possível estando do meu lado sempre, me apoiando.

Quero agradecer meu pai também, José Aldo… Sempre se certificou, mesmo com todos os defeitos que ele tinha, sempre honrou e fez eu acreditar em mim para eu me tornar quem eu sou e ser a pessoa que sou hoje. Muito obrigado, pai! Quando Deus o levou, me deu esse cara aqui (Dedé Pederneiras), que hoje é meu pai. Que me fez ser o homem, o pai de família e o atleta que sou hoje. Muito obrigado a todos os meus fãs, sem vocês também eu jamais teria conseguido”, disse José Aldo, bastante emocionado.

Além de José Aldo, quem também foi homenageado e entrou no Hall da Fama do UFC foi Anderson Silva. O ex-campeão peso-médio do Ultimate, no entanto, não conseguiu comparecer na cerimônia e foi representado pelo seu filho, Kalyl Silva. Por meio das suas redes sociais, o “Spider” publicou um longo vídeo, onde agradeceu sua equipe, familiares e fãs.

Com José Aldo e Anderson Silva, a classe de 2023 do Hall da Fama do UFC também foi formada por Donald “Cowboy” Cerrone na “Ala Moderna”, Jens Pulver na “Ala Pioneira”, além de Robbie Lawler e Rory MacDonald na “Ala Lutas”.

Ex-campeão peso-pena, José Aldo foi imortalizado no Hall da Fama do UFC (Foto: Divulgação/UFC)

Ex-campeão peso-pena, José Aldo foi imortalizado no Hall da Fama do UFC (Foto: Divulgação/UFC)

Para conferir mais notícias sobre José Aldo, clique aqui