Lutador do Bellator é morto a tiros perto da sua casa, nos EUA; família cria página de financiamento coletivo para o funeral

Publicidade

Depois do caso envolvendo o brasileiro Glyan Alves, mais um lutador foi morto a tiros. Na última quinta-feira (9), através das suas redes sociais, o Bellator confirmou o falecimento do peso-galo Isaiah Chapman, de 30 anos, após o lutador americano ser alvejado várias vezes próximo de sua casa, na cidade de Akron, em Ohio (EUA).

A morte de Chapman aconteceu na terça-feira, quando a polícia de Akron respondeu a um chamado e encontrou o atleta na rua, com marcas de tiro. Isaiah ainda foi levado as pressas para o hospital, mas não resistiu. Suspeito do crime, Christopher Blour, 29, está preso desde quarta-feira na cadeia de Summit County, segundo divulgou o jornal “Akron Beacon Journal”. No Twitter, o Bellator fez uma homenagem lamentando o ocorrido e compartilhou o link de uma página de financiamento coletivo criada pela família de Chapman para arrecadar fundos para o funeral. O lutador de MMA deixou duas filhas e um filho.

“O Bellator está entristecido pelas notícias da morte de Isaiah Chapman. Nossas mais sinceras e profundas condolências estão com sua família e amigos nesse momento difícil”, escreveu a organização.

Atleta do peso galo, Isaiah começou sua carreira como lutador profissional de MMA em 2012 e realizou apenas uma luta pelo Bellator, em outubro de 2019. Ele tinha nove vitórias e quatro derrotas no cartel.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade