Mamute mira recuperação pelo UFC na ‘ilha da luta’ e projeta duelo contra Villanueva: ‘Vou ser mais inteligente, sem perder a agressividade’

Publicidade

* Oriundo do Contender Series, Vinícius Mamute começa 2021 com um confronto que pode selar seu destino dentro do UFC. Até agora o meio-pesado esteve em ação três vezes pela franquia e foi derrotado em todas as oportunidades – sempre no primeiro round. No próximo dia 20, na “ilha da luta”, em Abu Dhabi (EAU), o desafio do será contra Ike Villanueva. Em entrevista à TATAME, o brasiliense citou que o excesso de agressividade foi capital para as derrotas no Ultimate. Para o próximo duelo, ele quer fazer diferente.

“O objetivo é sempre tentar finalizar, mas o ponto chave vai ser a estratégia no começo da luta. O que pegou nas minhas lutas anteriores pelo UFC, foi que os adversários me estudaram muito e viram que eu era agressivo, que eu ia pra cima e tentava levar a luta logo para o chão para buscar finalizar. Agora vou ser mais estratégico. Vou ser mais inteligente, sem perder a agressividade”, destacou Mamute, de 31 anos.

Entre a última vez que subiu ao octógono, contra Paul Craig, em setembro de 2019, até o combate da próxima quarta (20) se passaram 16 meses. Mamute disse que conseguiu, neste período, reforçar a sua parte mental para iniciar uma recuperação na companhia: “É bastante frustrante (lidar com as derrotas). Esse tempo deu para limpar bem a mente. Eu não sinto tanta pressão, ela vem mais da internet, das pessoas que ficam atacando, mas tem fã que manda mensagem de apoio também. Minha cabeça está melhor”, afirmou.

Especialista no grappling, Mamute aproveitou o camp para o combate contra Villanueva – que também vem de duas derrotas – para evoluir o seu jogo em pé na Chute Boxe Monstro, em Curitiba. A trocação pode ser um ponto chave para o brasileiro, já que o americano venceu 13 das 16 lutas que fez no MMA por nocaute.

“O camp foi excelente, tive duas lutas canceladas em 2020, mas não mudou nada a preparação. Fiz camp em Curitiba na Chute Boxe Monstro e foi muito bom. Nunca tinha ido antes, foi uma experiência única em aprender. Com certeza evoluí um pouco na trocação, e isso vai me ajudar nesta luta”, concluiu o lutador.

CARD COMPLETO:

UFC Fight Island 8
Ilha da Luta, em Abu Dhabi (EAU)
Quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Card principal (14h, horário de Brasília)
Peso-meio-médio: Michael Chiesa x Neil Magny
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Mounir Lazzez
Peso-meio-pesado: Ike Villanueva x Vinícius Mamute
Peso-mosca: Roxanne Modafferi x Viviane Araújo
Peso-mosca: Matt Schnell x Tyson Nam
Peso-pena: Lerone Murphy x Douglas D’Silva

Card preliminar (11h, horário de Brasília)
Peso-médio: Omari Akhmedov x Tom Breese
Peso-galo: Ricky Simon x Gaetano Pirrello
Peso-mosca: Su Mudaerji x Zarrukh Adashev
Peso-médio: Dalcha Lungiambula x Markus Maluko
Peso-mosca: Francisco Figueiredo x Jerome Rivera
Peso-leve: Mike Davis x Mason Jones
Peso-pena: Umar Nurmagomedov x Sergey Morozov
Peso-mosca: Victoria Leonardo x Manon Fiorot

* Por Yago Rédua

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade