Marina se vê pronta para title shot e faz críticas a Joanna: ‘Não deveria estar no ranking’

Publicidade

Ao derrotar Mackenzie Dern por decisão unânime na luta principal do UFC Vegas 39, no último sábado (9), Marina Rodriguez emplacou sua terceira vitória seguida contra um importante nome da categoria peso-palha – já havia vendido Amanda Ribas e Michelle Waterson anteriormente – e manteve seu bom momento dentro da organização, aproximando-se ainda mais de uma futura disputa de cinturão na divisão.

Após o importante triunfo sobre Mackenzie, naturalmente, Marina já recebeu perguntas sobre seus próximos passos dentro do peso-palha visando uma chance pelo título. Em entrevista à imprensa depois do evento, a gaúcha foi bem clara ao afirmar que Carla Esparza, terceira no ranking, deveria ser a próxima desafiante ao cinturão. No entanto, vale ressaltar que a revanche da campeã Rose Namajunas contra a ex-detentora do posto, Weili Zhang, deve acontecer em novembro. Com isso, a gaúcha disse que estaria pronta para entrar como substituta caso uma das lutadoras passe por algum problema e não possa lutar.

“Para mim, deveria ser a Carla (Esparza) a próxima a disputar o cinturão, mas foi casada essa luta da Rose (Namajunas contra Weili Zhang), a revanche vai acontecer. Se o UFC me der a chance (de disputar o cinturão peso-palha), vou agarrar, desculpa, Carla. Mas se for a Carla (a receber a chande de disputar o título), eu espero ela ganhar o cinturão e a gente faz uma revanche (Marina foi derrotada por Esparza em 2020). Mas não pode demorar muito (risos). Se demorar demais (a chance de lutar pelo cinturão) vou ter que fazer mais uma luta com as meninas que estão na minha frente. Se aparecer antes, vou estar pronta para o cinturão”, analisou Marina.

Se as opções estão claras para Marina Rodriguez sobre seus próximos passos dentro do Ultimate, o mesmo pode-se dizer sobre quem a brasileira não pretende enfrentar. Sincera, a lutadora afirmou que não tem intenção de enfrentar Joanna Jedrzejczyk. Atual segunda colocada entre as melhores da divisão, a ex-campeã não luta pelo UFC desde março de 2020, e a gaúcha não poupou críticas ao período de inatividade da polonesa.

“A Joanna disse que não quer lutar comigo, então eu vou dizer que também não quero lutar com ela. Ela não deveria nem estar no ranking, porque não luta mais. Ela deveria dar espaço para outras meninas que estão lutando, batalhando três vezes ao ano para conquistar seu espaço. Eu prefiro (enfrentar uma lutadora) que esteja na minha frente. Ou lutem pelo cinturão, botem a Carla Esparza e, se ela não quiser, eu estou lá e vou pegar esse cinturão”, concluiu.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Vegas 39
UFC Apex, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 09 de outubro de 2021

Card principal
Marina Rodriguez derrotou Mackenzie Dern por decisão unânime dos jurados
Randy Brown derrotou Jared Gooden por decisão unânime dos jurados
Matheus Nicolau derrotou Tim Elliott por decisão unânime dos jurados
Mariya Agapova finalizou Sabina Mazo com um mata-leão no 3R
Chris Gutierrez derrotou Felipe Cabocão por decisão dividida dos jurados

Card preliminar
Alexandr Romanov derrotou Jared Vanderaa por nocaute técnico no 2R
Damon Jackson derrotou Charles Rosa por decisão unânime dos jurados
Lupita Godinez finalizou Silvana Juarez com um armlock no 1R
Steve Garcia Jr. derrotou Charlie Ontiveros por nocaute técnico no 2R

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img