Mestre Cirval recebe faixa-vermelha de Jiu-Jitsu e cita legado: ‘Esporte foi feito para unir as pessoas’

Publicidade

Por Yago Rédua

Com 59 anos de arte suave, o Mestre Cirval Justino foi homenageado no Brasileiro Master Jiu-Jitsu, organizado pela CBJJD, no último domingo (16), no Rio de Janeiro. O veterano recebeu a faixa-vermelha das mãos dos Grandes Mestres João Alberto Barreto e Álvaro Barreto. À TATAME, emocionado, o casca-grossa destacou o reconhecimento.

“Eu acabei de falar com eles, é difícil de acreditar. Primeiramente, porque são 59 anos de Jiu-Jitsu. Depois, por receber essa homenagem das mãos de lendas do esporte, é um prazer. Não é qualquer um que tem essa honra. Tem muitos alunos meus aqui. Muitas pessoas gostaria ter receber essa faixa-vermelha, eu consegui isso hoje”, disse.

Durante todo esse período no Jiu-Jitsu, o Mestre Cirval teve a oportunidade de ajudar no crescimento de diversas pessoas, seja no tatame ou na vida. O faixa-vermelha, com média de 40 faixas-pretas, contou sobre o legado que deixa para os alunos.

“O legado que eu tento passar é que o esporte foi feito para unir as pessoas, não para brigar. Sempre que eu estou na academia, eu falo: não é só querer passar de faixa. Faixa é feita para amarrar o quimono. Eu tenho a honra do meu Mestre Oliveira marcar presença nessa homenagem que eu recebi”, encerrou.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img