Tyson relembra vídeo com sequência de golpes que ‘quebrou internet’ e diz: ‘Passei uma semana de cama’

Publicidade

O preço de “quebrar a internet” com uma sequência de golpes incríveis que agitaram os fãs foi alto para Mike Tyson. Em maio deste ano, o ex-campeão mundial dos pesados apareceu ao lado do treinador Rafael Cordeiro mostrando um treino. No entanto, em entrevista ao The Joe Rogan Experience, “Iron Mike” contou que ficou com dificuldades para sair da cama nos dias seguintes.

“Deixa eu dizer algo sobre (o primeiro vídeo de treino publicado). Eu fiz aquele vídeo e passei uma semana na cama. Aquilo teve 30 segundos e eu fiquei na cama por uma semana. Não foi engraçado porque me fez perceber que era uma me*** de menino grande”, revelou Tyson.

Após o vídeo, o lutador, de 54 anos, anunciou que estava de volta e iria lutar em 2020. Foi especulado uma série de adversários e até mesmo a trilogia contra Evander Holyfield, mas Tyson acabou acertando de lutar contra Roy Jones Jr. O duelo estava programado para acontecer no próximo sábado (12), mas foi adiado para novembro. De acordo com as regras, o combate será de exibição e não poderá ter nocaute ou sangue.

Durante a entrevista, Tyson, que vem esbanjando vitalidade nas redes sociais, contou que há diferença entre estar em forma e preparo físico ideal: “Ficar em forma e ficar condicionado são dois animais diferentes. Sequer pertencem à mesma divisão de treinamentos físicos. Ficar em forma é conseguir caber nas suas roupas. Ganhar condicionamento é ficar apto a sair da sua alma. Você não consegue fazer isso automaticamente. O estado emocional para se preparar para isso é incompreensível”, concluiu.

Relembre o vídeo que fez Tyson ficar de cama:

https://www.instagram.com/p/CADjPgOl_Nw/?utm_source=ig_embed

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade