ONE Championship vai falir? Executivo crava que franquia ‘torrou’ R$ 2,9 bi: ‘Enganaram muita gente’

Ex-executivo do Bellator "crava" que ONE Championship estaria passando por uma grave crise financeira e que poderia "fechar as portas"; saiba mais

ONE Championship vai falir? Executivo crava que franquia ‘torrou’ R$ 2,9 bi: ‘Enganaram muita gente’

Ex-executivo do Bellator alertou que o ONE Championship poderia estar próximo de "fechar as portas" (Foto: Divulgação/ONE)

Considerada uma das principais organizações do MMA na atualidade, o ONE Championship estaria enfrentando incertezas sobre o seu futuro. Nos últimos dias, vale ressaltar, que o Bellator, gigante franquia nas artes marciais mistas, foi adquirido pela PFL (Professional Fighters League) e agora continuará como marca (ou tipo de evento da própria PFL) por pelo menos mais um ano, com a realização de oito eventos em 2024, sob a liderança da PFL.

Também nos últimos dias, na Ásia, o ONE Championship teria dado início à procura por uma nova leva de investimentos para financiamento no futuro. Diante disso, muitos passaram a especular sobre a estabilidade da empresa num futuro próximo.

Mike Kogan, ex-executivo do Bellator e figura importante no MMA, concedeu entrevista recente ao programa “MMA Hour”, do site MMA Fighting, e deu uma opinião forte sobre o atual momento financeiro do ONE Championship, garantindo que a organização asiática já gastou cerca de US$ 600 milhões (algo em torno de R$ 2,9 bilhões), e que não estaria conseguindo mais atrair novos investidores após 10 anos de perdas.

“Já estou nesse esporte há muito tempo. Não consigo começar do zero. Simplesmente não há mais ninguém. Se você não for para a PFL, obviamente, não vai ser contratado pelo UFC. O ONE Championship desperdiçou US$ 600 milhões e está prestes a fechar as portas. Dito isso, para onde você (lutador) vai?”, indagou Mike Kogan, que seguiu.

“Eles vão sair do mercado, vão fechar as portas. Essas pessoas enganaram todos que poderiam enganar. Eles ficaram sem gente para enganar. É a verdade. Quero dizer, vamos lá. 10 anos. Você não pode ser uma start-up por 10 anos. Jesus Cristo. Em algum momento, você precisa começar a mostrar algum resultado. Então, eles vão fechar. Então para onde ir? Não há outro lugar para ir. Eu sempre disse que esta é a maior pequena indústria do mundo. É grande, está na TV, há milionários sendo feitos, há todas essas histórias, mas no final, é um punhado de pessoas que o dirigem e um punhado de pessoas que têm a capacidade de fazer qualquer coisa com isso”, finalizou.

Mike Kogan e o restante da equipe do Bellator receberão novas funções, agora que a organização foi comprada pela PFL, segundo informou Donn Davis, fundador da Professional Fighters League. Quanto ao seu futuro, Kogan disse que terá uma resposta se permanecerá ou não no ramo do MMA nos próximos dias, após uma reunião com Davis e Peter Murray, CEO da PFL.

Para mais notícias sobre o ONE Championship, clique aqui