Pedrita explica mudança de equipe, exalta treino na Team Figueiredo e projeta UFC 262: ‘Mais evoluída’

Publicidade

* Priscila Pedrita ganhou uma nova vida no Ultimate após nocautear Shana Dobson no último ano e teve o contrato renovado pela companhia. Até então, ela tinha três lutas e em todas saiu derrotada. O desafio da peso-mosca, no próximo sábado (15), será contra Gina Mazany, pelo UFC 262, em Houston, no Texas (EUA). Além de representar a afirmação dentro da franquia, o combate também marca a primeira apresentação da brasileira representando a nova equipe, a Team Figueiredo – dos irmãos Deiveson (campeão peso-mosca do UFC) e Francisco. Após anos, Pedrita deixou da PRVT e contou um pouco sobre essa mudança.

“Ares novos, casa nova. Independente da luta ou não, se o trabalhador não está feliz no local de trabalho, não vai render. O clima estava pesado pra mim, sou grata por tudo. Se não fosse a Jéssica Bate-Estaca e Gilliard Paraná, não estaria no UFC, sou muito grata, mas não estava mais me sentido bem, mas é algo pessoal”, disse Priscila à TATAME, falando um pouco do trabalho na nova equipe e da relação com o Deiveson:

“A sensação de poder treinar com um campeão, é sem palavras. Eles me ajudam muito, o Deiveson e o Francisco são muito bons no que fazem, tem uma forma de trabalhar diferenciada. Já treinei em vários lugares, mas a forma deles de trabalhar é a melhor que tem no mundo. Estou feliz com minha nova casa”.

Não foi só a troca de equipe, Pedrita também precisou se mudar do Rio de Janeiro para o Pará. A atleta disse que não levou o filho, mas que pretende, em breve, fazer a mudança da família para o norte do país: “A ideia é eu conseguir me estabelecer financeiramente e levar meu filho e minha mãe, ele é tudo pra ela. Ela cria ele desde pequeno, eu sustento os dois, graças a Deus. Atualmente, ainda não tenho essa condição, mas estou buscando isso. Estou há cinco meses sem ver minha família e sei que isso será recompensando”, disse.

Sobre a luta, Pedrita afirmou que está melhor tecnicamente e mais tranquila, sem a pressão de ter que vencer a qualquer custo para se manter dentro do UFC. A brasileira também fez uma projeção do confronto com Mazany, afirmando que está pronta para qualquer situação e garantiu um grande espetáculo.

“Sem pressão, leveza na alma, estou preparada para o que acontecer na luta. Estou confiante, aquele peso… Na última luta, estava na forca do UFC. Não podia errar. Graças a Deus, saí com a vitória, onde eles renovaram o contato comigo e agora posso mostrar uma Pedrita diferenciada, uma Pedrita tecnicamente mais evoluída, onde quer que seja a luta. Estarei preparada para o que der e vier. Eu acredito que ela (Mazany) não vai querer ir para o infight, ela deve jogar os golpes, mas vai querer entrar em queda. Ela está estudando a Pedrita que não tinha solo, ela vai querer pontuar e correr”, concluiu a peso-mosca brasileira.

CARD COMPLETO:

UFC 262
Houston, Texas (EUA)
Sábado, 15 de maio de 2021

Card principal (23h, horário de Brasília):
Peso-leve: Charles do Bronx x Michael Chandler
Peso-leve: Tony Ferguson x Beneil Dariush
Peso-galo: Matt Schnell x Rogério Bontorin
Peso-mosca: Katlyn Chookagian x Viviane Araújo
Peso-pena: Shane Burgos x Edson Barboza

Card preliminar (19h30, horário de Brasília):
Peso-médio: Ronaldo Jacaré x André Sergipano
Peso-pena: Lando Vannata x Mike Grundy
Peso-médio: Jordan Wright x Jamie Pickett
Peso-mosca: Andrea Lee x Antonina Shevchenko
Peso-mosca: Gina Mazany x Priscila Pedrita
Peso-pena: Kevin Aguilar x Tucker Lutz
Peso-leve: Sean Soriano x Christos Giagos

*Por Yago Rédua

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade