Pelim e Kuwabara fazem dobradinha no Aberto de Sófia, na Bulgária; Larissa Pimenta leva o bronze em Portugal

Publicidade

Uma semana após as cinco medalhas no Grand Prix de Tel Aviv, em Israel, o Judô brasileiro manteve o bom rendimento e voltou a ter atletas no pódio neste sábado (1), nos Abertos Europeus. Em Sófia, Bulgária, os ligeiros fizeram dobradinha, com Phelipe Pelim campeão e Allan Kuwabara em terceiro. Mesma posição de Larissa Pimenta em Odivelas, Portugal, que garantiu a primeira medalha da seleção feminina do Brasil em 2020.

Estreando no Circuito Mundial neste ano, Pelim aproveitou bem a oportunidade de somar 100 pontos no ranking mundial classificatório para os Jogos de Tóquio 2020. Nas preliminares, ele venceu Dilshot Khalmatov (UKR), Maxime Merlin (FRA), Ramazan Abdulaev (RUS) e Cedric Revol (FRA), todos por ippon, até chegar à final. Na decisão pelo ouro, o brasileiro encaixou um belo golpe no Azeri Oruj Valizada que lhe rendeu um waza-ari no golden score e a medalha de ouro.

“Estou muito feliz, porque esse é um ano muito importante, um ano olímpico. Pude começar de uma forma muito boa, subindo no pódio e ouvindo nosso hino tocar. Agora, a gente vai para o Grand Slam de Paris e minha ideia é manter esse rendimento, botando o Brasil no lugar mais alto do pódio”, projetou Pelim.

Na mesma categoria, Allan Kuwabara, campeão do Grand Slam de Brasília, também começou com vitórias, mas parou nas quartas para Valizada. A recuperação veio na repescagem, com vitória por ippon sobre Issam Bassou (MAR). O bronze saiu após vitória por waza-ari sobre Revol (FRA).

A terceira medalha do dia saiu de um confronto cem por cento brasileiro e muito equilibrado entre Sarah Menezes (52kg) e Larissa Pimenta (52kg). Após quatro minutos e dois shidos para cada lado, Pimenta conseguiu um waza-ari no tempo extra e ficou com a medalha.

Antes disso, Larissa havia vencido Tatiana Aiakina (RUS) e Aleksandra Kaleta (POL). Sua única derrota foi para a japonesa Rina Tatsukaya, que ficou com o título.

Samara Oliveira (63kg), Willian Lima (66kg), Marcelo Contini (73kg) e Michael Marcelino (73kg) pararam nas preliminares.

As duas competições continuam neste domingo, com mais brasileiros em ação. Danielle Karla Oliveira (70kg) e Beatriz Souza (+78kg) lutam em Portugal, enquanto Guilherme Schimidt (81kg) representa o Brasil na Bulgária.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade