Em alta na PFL MMA, Larissa Pacheco mira possível final contra Harrison: ‘Quebrar ela vai ser sensacional’

Prestes a fazer semifinal do GP peso-leve da PFL MMA, Larissa Pacheco fala sobre possibilidade de enfrentar Kayla Harrison pela terceira vez

Em alta na PFL MMA, Larissa Pacheco mira possível final contra Harrison: ‘Quebrar ela vai ser sensacional’

Atleta da PFL MMA, Larissa Pacheco está na briga pelo cinturão peso-leve feminino (Foto: Divulgação/PFL MMA)

Atleta da categoria peso-leve da PFL MMA, Larissa Pacheco foi a convidada do Resenha TATAME #21, realizado na última terça-feira (26). A brasileira, que está na organização norte-americana desde 2019, está na semifinal da sua categoria e, no dia 20 de agosto, vai enfrentar a ucraniana Helena Kolesnyk, em confronto que vai acontecer em Londres, na Inglaterra. A campeã do GP, vale ressaltar, vai ganhar o prêmio de US$ 1 milhão, quantia que é destinada ao vencedor de cada torneio por categoria de peso.

No bate-papo com a TATAME, além de falar sobre o seu próximo combate, Larissa Pacheco falou também sobre a possibilidade de enfrentar mais uma vez Kayla Harrison, atual campeã peso-pena da PFL MMA e que também está confirmada nos playoffs da divisão, e assim como Larissa, também vai entrar em ação no dia 20 de agosto, contra Martina Jindrova. Caso vençam suas respectivas adversárias, Larrisa e Kayla vão se enfrentar pela terceira vez na PFL. No retrospecto, a americana contabiliza duas vitórias sobre a brasileira, ambas por decisão.

“Esse ano é completamente diferente. Estamos estudando os detalhes, esse antijogo dele. O meu corpo é diferente, minha força tá diferente, o ‘punch’, a confiança, está tudo diferente. Estou muito tranquila, não tenho nada a provar pra ninguém. Já bati em atletas muito boas, tenho uma carreira boa também. Ela se coloca como maior que todo mundo… Deixa ela falar, eu gosto de fazer, gosto de chegar lá e mostrar o que acontece. Admito minhas derrotas e assumo meus compromissos. Temos trabalhando bastante, estou focada para chegar nesse cinturão. Se não acontecer, beleza, vida que segue, mas não vamos chegar lá e dizer: ‘não dei meus 100%’. Vamos dar o máximo.

Estamos aí pra quebrar um nome que foi feito (Kayla Harrison). Acho que os americanos precisam de uma estrela feminina. Ela é uma garotinha sensação, a judoca olímpica, eles endeusam ela. Mas é uma atleta que precisa melhorar em muitas coisas. Ela luta MMA hoje, não é Judô. Dentro da PFL MMA, hoje, eu me considero a atleta mais completa. Quebrar ela vai ser sensacional. Eles vão ter que me engolir”, disse Larissa Pacheco.

Confira abaixo a entrevista na íntegra com a brasileira:

Para conferir mais notícias sobre a PFL MMA, clique aqui